Conheça os Fornecedores de Produtos finalistas do Prêmio Tele.Síntese de Inovação 2020


A cerimônia de entrega do Prêmio Anuário Tele.Síntese de Inovação 2020 se aproxima. A premiação vai consagrar os projetos que mais se destacaram ao longo do ano e mostraram a resiliência e capacidade de inovação das empresas brasileiras do setor de TICs em meio a tantos desafios. Na cerimônia, além conhecermos quais dos finalistas em cada categoria foram os três premiados, saberemos qual empresa recebeu o prêmio especial “Tecnologia Nacional”.

As categorias da disputa são:

PUBLICIDADE

– Desenvolvedores de aplicações financeiras e fintechs
– Fornecedores de produtos
– Fornecedores de software e serviços
Fornecedores de soluções de IoT
– Operadoras de serviços de telecomunicações
– Provedores Regionais de serviços de telecomunicações

Também haverá o lançamento do Anuário Tele.Síntese de Inovação 2020, que além de trazer detalhes sobre os projetos vendedores, apresenta ainda um completo panorama dos trabalhos realizados pelos grupos de TICs no país. E um guia com 165 produtos inovadores, de 119 empresa. Não perca! A transmissão serão 100% online nesta edição, e começa às 17h do dia 15 de dezembro. Até lá!

Finalistas Fornecedores de Produtos

Faltam exatamente 12 dias, ou 288 horas, ou 17,28 mil minutos para o evento. Para aplacar a ansiedade, publicamos hoje a relação das iniciativas finalistas na categoria Fornecedores de Produtos. Confira abaixo.

Desenvolvedor: CISCO DO BRASIL
www.cisco.com.br
Inovação: TELEMETRIA DE VEÍCULOS
O conector coleta e processa dados dentro do veículo (edge computing) e é capaz de suportar diversos fabricantes, modelos e tipos de veículos (baseado em dicionário de dados configurável), entregando esses dados através de interface padronizada. Permite, assim, que uma frota diversificada possa ser monitorada em uma plataforma única.

Desenvolvedor: CPQD
www.cpqd.com.br
Inovação: FENCE LITE
Detecta tentativas de intrusão a perímetros, protegendo o investimento e o patrimônio de instituições e, potencialmente, vidas, pois pode evitar a ação de criminosos em diversos cenários. A solução oferece tecnologia de nível militar em proteção para o mercado civil – é 100% nacional – e utiliza um cabo de fibra óptica, que é transformado em um sensor de vibração, utilizando tecnologia similar à aplicada em engenharia aeroespacial. O sistema capta qualquer vibração na superfície em que é instalado, fazendo a análise e classificação assertiva de ameaças e descartando sinais como chuva e vento.

Desenvolvedor: L8 GROUP
www.l8group.net
Inovação: POSTE INTELIGENTE
Poste para áreas de risco, como praças e escolas, com sistema wireless de última geração (Wi-Fi 6), bateria para funcionamento mesmo em caso de falha de energia, conexão redundante por fibra e celular (4G ou 5G). Também possui câmara termográfica com reconhecimento facial, intercomunicador com áudio bidirecional e câmara 360 graus para cobrir a área onde o poste estiver instalado. Ideal para smart cities, ajuda no controle e redução da violência.

Desenvolvedor: NEC LATIN AMERICA
www.nec.com.br
Inovação: VIRTUAL DATA CENTER
Integra servidores, switches e softwares de aplicação em um mesmo espaço, mais reduzido, atendendo a tendência de descentralização dos grandes data centers, que estrão migrando para lugares mais próximos de onde está interconectado. No caso da 5G, por exemplo, o rack que concentra todas as funções fica localizado mais perto da antena (ERB). Como é virtualmente controlado permite que as funções de cada equipamento possam ser distribuídas de acordo com a necessidade da operação.

Desenvolvedor: OPEN LABS
www.openlabs.com.br
Inovação: COMBOBOX
Terminal Óptico (ONT) com funções de Home Gateway (roteador com WiFi), e setup box com Android TV, ou seja, agrega serviços de GPON, WiFI e TV. A inovação do produto está em ofertar funções que normalmente estão em equipamentos diferentes, em uma única caixa. É um produto agnóstico a rede do operador e de fácil gerenciamento.

Desenvolvedor: PADTEC
www.padtec.com.br
Inovação: TM1200G
O produto é um transponder programável de altíssima capacidade para sistemas DWDM, que pode ser configurado para aplicação em diversos tipos de rede – de acesso a redes submarinas de ultralonga distância. A capacidade máxima de transmissão chega a 1,2 Tb/s. O diferencial do TM1200G é a possibilidade de ser configurado e aplicado em todos os tipos de rede, mesmo que tenham características distintas. Para as redes curtas, pode ser configurado para trabalhar com capacidade máxima, enquanto para as redes de longa distância, pode ser configurado para alta performance óptica.

Desenvolvedor: RAISECOM DO BRASIL
www.raisecom.com/
Inovação: ISCOM6860
É uma OLT de alta capacidade para cenários com densidade elevada. Pode suportar até 14.336 assinantes e é compatível com os protocolos EPON, 10G EPON, GPON, XG-PON1 e XG-PON2. Por ser um produto Carrier Class, tem funcionalidades de switching, VLAN e QoS com maior qualidade de dados, voz e vídeo e protocolo 8032, que garante latência menor a 50 ms.

Desenvolvedor: RFS
www.rfsworld.com
Inovação: DRAGONSKIN
Cabo coaxial anti-incêndio patenteado pela RFS, este produto foi desenvolvido para projetos de missão critica com foco na segurança. Resiste a temperaturas de até 1000ºC por até 2 horas. Assim, permite a comunicação em situações de emergência, como incêndios. Atende a todas as normativas e é de fácil instalação.
Desenvolvedor: TRÓPICO
www.tropiconet.com

Inovação: VECTURA ACCESS MANAGER
O gerenciador de redes celulares monitora continuamente a qualidade do sinal recebido por terminais celulares, indicando as falhas e deficiências de sinal nos locais onde os terminais transitam. O produto inova no conceito e no método e gerenciamento por meio da coleta de informação georreferenciada sobre a qualidade do sinal nos terminais e da criação de um big data para análise do desempenho da rede e do terminal.

Desenvolvedor: VIAVI SOLUTIONS BRASIL
www.viavisolutions.com.br
Inovação: NSC-100
A ferramenta permite validar de forma rápida e eficiente a instalação e manutenção de redes GPON/FTTx, indicando se o problema ocorre na rede interna do cliente, seja ela Ethernet ou WiFi, ou na rede externa. Realiza testes fim a fim do ambiente cliente em redes GPON, emulando uma ONT e um laptop e testando a rede WiFi de modo integrado. Também gera relatório que pode ser entregue ao cliente e informações de backlog para a operadora armazenar a certidão da instalação ou reparo.

Anterior Google conclui trajeto do cabo Tannat, que une Brasil à Argentina
Próximos Em processo de privatização, Correios terão R$ 20 bi em 2021