Concessionárias continuam a perder linhas fixas e fone de R$ 15 não deslancha


A Anatel divulgou a base de telefonia fixa do mês maio, que apresentou um pequeno decréscimo em relação ao mês se abril. Foram 44,86 milhões de linhas em serviço, contra 44,955 milhões de abril. As vendas as empresas autorizadas – como NET, GVT e BT- aumentaram, mas a perda de clientes das concessionárias foi maior.

O Brasil fechou o mês de maio com 44,86 milhões de linhas fixas em serviço. Queda em relação ao mês anterior, embora as operadoras autorizadas, como NET, GVT ou BT – tenham aumentado as suas vendas. Mas as concessionárias perderam mais. As autorizadas tinham em março 18,28 milhões de clientes e as concessionárias apresentavam o número de 26,58 milhões. Em abril este número era de 18,252 milhões e 26,703 milhões.

O telefone popular – Aice – que tem assinatura de R$15,00  e deve ser comercializado para as famílias cadastradas no Bolsa Família continua com um desempenho bem fraco.Conforme a agência, eram 171 mil linhas em serviço em março, quase o mesmo número de abril. Ao valor desta assinatura,  podem ser feitas até 90 minutos de ligações para telefone fixo por mês.

Entre as concessionárias, a Oi é a empresa com maior base de telefones fixos – 15,734 milhões – e entre as autorizadas, o grupo América Móvil lidera, com 11,795 milhões de linhas em funcionamento.

PUBLICIDADE
Anterior Telefonia móvel ganha 636,2 mil novos usuários em maio
Próximos Anel óptico sul-americano volta aos planos do Minicom