Concessionárias continuam a perder assinantes


As concessionárias de telefonia fixa amargaram mais um mês de perda de assinantes em julho. Foram 118,7 mil desligamentos. O mês terminou com 26,31 milhões de linhas fixas em serviço, 5,24% menos do que o mesmo número um ano antes e 0,44% mais baixo do que junho. Operam concessões Algar, Oi, Copel, Telefônica e Claro (Claro/Embratel/Net). Juntas, elas representam 59,17% da linhas ativas no país.

Já as autorizadas, que ofertam o serviço de telefonia fixa em combos triple ou quadruple play, ganharam 197,15 mil clientes, um crescimento de 4,28% em relação a julho de 2014, e de 1% sobre junho deste ano. Ao todo, estas empresas finalizaram o mês com 18,15 milhões de usuários. São autorizadas as empresas Algar, BT, Cabo, Oi, Copel, TIM, Telefônica, Claro (Claro/Embratel/Net) e GVT (que fundiu-se à Telefônica no primeiro semestre).

PUBLICIDADE

Ao todo, o país tinha em julho 44,47 milhões de assinantes de telefonia fixa. A maior parte, 27,22 milhões, no Sudeste. O Sul tinha 7,22 milhões, o Nordeste, 5,38 milhões, o Centro-Oeste, 3,25 milhões, e o Norte, 1,39 milhões. O número de assinantes do telefone popular (Aice), manteve o crescimento, que se apresenta desde o ano passado, e soma 174,1 mil usuários. Houve o desligamento de 246 orelhões, que agora são 891,2 mil.

Entre as concessionárias, a Oi foi a que mais perdeu clientes fixos. Foram 89.165 desligamentos em julho. A empresa mantém o topo das operadoras de linhas fixas, com 15,5 milhões de clientes. A Telefônica, segunda maior concessão, tem 9,89 milhões de linhas, após perder 31730. Entre as autorizadas, apenas a Telefônica perdeu assinantes, exatamente 3253. Em compensação, a GVT, com a qual se fundiu, teve 38490 adesões. O grupo Claro foi o que mais recebeu novos usuários: 145228. A empresa é a maior autorizada, com 11,5 milhões de assinaturas fixas, seguida de Telefônica/GVT, com 5,35 milhões.

PUBLICIDADE
Anterior TIM lança app para leitura de revistas
Próximos Anatel confirma autorização de redução de capital da Oi