Compradora da BT na América Latina inicia operações


ALex Inglês, ex-diretor geral da BT no Brasil, agora CEO da Sencinet (Foto de Marcelo Mug / Divulgação BT)

A British Telecom (BT) avisou hoje, 1º, que concluiu a venda dos ativos da América Latina para o CIH Group, fundo sediado em Washington e Cingapura. A partir desta quinta-feira, o que antes era conhecido como BT no Brasil e demais países passa a se chamar Sencinet.

A venda dos ativos pela BT foi anunciada em março. O acordo incluiu transferência de data centers, rede óptica e teleportos no Brasil. A Sencinet inicia as operações com 500 funcionários distribuídos em 16 países. À frente da equipe na região continua o Alex Ingles.

A empresa gerou receita de US$ 150 milhões para BT no ano fiscal 2018/19. A nova empresa conecta mais de 25.000 localidades na Argentina, Brasil, Ilhas Virgens Britânicas, Equador, Chile, Colômbia, Costa Rica, República Dominicana, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá e Peru e Estados Unidos.

PUBLICIDADE

A carteira de clientes já tem cerca de 400 empresas de segmentos como petróleo e gás, energia, mineração, governo, bancos, telecomunicações e operadoras de varejo.

Ativos

A Sencinet vai operar duas redes de fibra com extensão total de 650 km, além de 2.000 km de linhas de fibra alugadas, quatro Data Centers e cinco Teleportos. No total, a infraestrutura possui um espectro de 358 MHz e uma capacidade VNO de 106 Mbps. A empresa é licenciada para fornecer serviços via satélite em 11 países

Enquanto operam de forma independente, BT e Sencinet permanecerão parceiras comerciais. Nesta configuração, a BT será um cliente estratégico e um fornecedor da Sencinet, afirmam.

Foco

O CEO da Sencinet, Alex Ingles, diz que a empresa pretende se tornar a melhor e mais segura integradora de rede definida por software no continente, operando de forma totalmente integrada com clientes e fornecedores, com visibilidade completa e automação total da jornada do cliente.

Para isso, o executivo comenta que a estratégia inclui o lançamento de SD-WAN e soluções de segurança oferecidas por meio da estrutura proprietária da Sencinet reforçada pela construção de um ecossistema robusto composto por centenas de provedores de ISP na região.

“Essa configuração nos permitirá melhorar rapidamente nossos resultados, expandindo a oferta de produtos e serviços cada vez mais personalizados e adaptados às condições e necessidades do mercado local”, disse Ingles.

BT

Em comunicado à parte, a BT avisa que a venda não representa sua saída da região. A empresa continua fornecendo serviços de rede, nuvem e segurança para clientes multinacionais. “A BT e a CIH estabeleceram um novo relacionamento dinâmico de canais que permite aos clientes domésticos sediados na América Latina acessar os produtos, serviços e soluções da BT globalmente e fornece aos clientes globais acesso aos serviços domésticos na América Latina de maneira contínua”, afirma.

O valor obtido com a venda não foi revelado. O CEO da BT Global Services, Bas Burger, diz que a venda, atrelada à parceria com o CIH para manutenção do atendimento a certos clientes, ajuda a tornar o grupo mais focado. “Essa iniciativa nos ajudará a manter o avanço dos negócios e a conectar comunidades, empresas e governos. A América Latina é um mercado estratégico para a BT e temos o prazer de iniciar um novo capítulo na região com a Sencinet como parceira estratégica”.

Anterior Tim posterga o lançamento da rede 5G DSS
Próximos Oi Soluções entra em novo segmento