Compra da GVT pela Telefónica já tramita no Cade


A compra da GVT pela Telefónica começa a ser analisada oficialmente pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), conforme publicação do órgão antitruste, nesta terça-feira (25). O ato de concentração será ainda distribuído para um dos conselheiros, que ficará responsável pela relatoria do processo.

Também deu entrada no Cade o ato de concentração referente à cisão da Telco, holding que detém parte da Telecom Italia. Fazem parte desse processo a Telefónica S.A., Assicurazioni Generali S.p.A., Intesa Sanpaolo S.p.A. e Mediobanca S.p.A.

Em setembro, a Telefónica e a Vivendi divulgaram comunicado sobre a venda da GVT. A operadora espanhola vai desembolsar 4,6 bilhões de euros em dinheiro à vista. O grupo francês também vai receber 7,4% das ações da Telefônica Brasil e 5,7% das ações da Telecom Italia. A implementação do acordo está sujeita à aprovação da operação pelos órgãos reguladores: o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e Anatel.

PUBLICIDADE

Após o anúncio do negócio, o presidente do Cade, Vinicius Carvalho, antecipou que a operação será analisada detalhadamente pelo órgão antitruste.

Anterior 2G ainda representará 20% das conexões móveis da América Latina em 2020
Próximos Orbitall lança plataforma de cobrança integrada a sistemas