Companhias aéreas declaram que não foram afetadas por lançamento 5G


Companhias aéreas declaram não terem sido afetadas por lançamento 5G. Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

Companhias aéreas dos Estados Unidos informaram que o lançamento da 5G  nos país não teve grandes impactos em suas operações. No total, foram 632 voos cancelados nos EUA hoje, 20, e 366 ontem, de acordo com o site FlightAware, que compila dados sobre voos ao redor do mundo. Além dos mais de 600 atrasou, houve 2.226 atrasos  nos EUA, uma pequena redução ante os 2.934 atrasos do dia 19.

A United Airlines declarou ter passado apenas por “interrupções menores”. “Nós estamos satisfeitos que a administração Biden chegou a um compromisso com AT&T e Verizon para evitar cancelamentos em massa ao redor da indústria de aviação”, declarou em nota.

PUBLICIDADE

Outra das companhias aéreas, a Southwest Airline, antecipou que a perturbação no setor pode ter sido menor por conta das boas condições de pouso. “Minha expectativa é que essa pausa na expansão da 5G forneça à FAA mais tempo para avaliar os dados sobre aeroportos e passarelas específicas”, dizia uma nota do vice-presidente da companhia, Robert Jordan.

Ele ainda afirmou que não faz muito tempo que as operadoras enviaram os dados para que o setor de aviação pudesse fazer os testes de 5G necessários em suas frotas. Por isso, não houve muito tempo para estudar possíveis impactos nas aeronaves.

A Administração Federal de Aviação (FAA) liberou hoje para 78% da frota comercial dos Estados Unidos a realização de pousos de baixa visibilidade. Ontem, o órgão emitiu uma nota anunciando que 62% dos aviões comerciais podiam pousar em tais condições. Agora, já são 13 altímetros liberados para equipar aeronaves que voem em aeroportos com sinal 5G na banda C.

Os modelos de altímetros que passaram pela revisão da FAA e foram aprovado são Boeing 717, 737, 747, 757, 767, 777, 787, MD-10/-11; Airbus A300, A310, A319, A320, A330, A340, A350 e A380; e alguns do jato regional Embraer 170 e190.

Atraso no lançamento da 5G

Ainda neste ano, a FAA estabeleceu que 50 aeroportos nos EUA serão zonas isoladas da 5G. A lista inclui um dos maiores aeroportos do país, como os internacionais de Los Angeles, Chicago e Dallas.

O lançamento da quinta geração nos Estados Unidos chegou a ser adiado duas vezes por conta dos pedidos da FAA para o atraso da entrega da tecnologia. Em novembro de 2021, uma coalização do setor de aviação enviou uma carta ao Conselho Nacional de Economia (NEC) do presidente dos EUA, Joe Biden, solicitando colaboração entre a FAA e Comissão Federal de Comunicação (FCC). (Com assessoria de imprensa)

 

 

 

PUBLICIDADE
Anterior Vivo Empresas lança novo serviço de voz na nuvem
Próximos Faria aciona o ex-chanceler por injúria e difamação