Comissão de ética abre processo contra Kassab e demais denunciados pela JBS


gilberto-kassab-foto-de-Herivelto Batista-ASCOM-MCTICA comissão de ética da Presidência da República anunciou hoje, 3, que vai investigar dois ministros do atual governo – Gilberto Kassab, da Ciência Tecnologia e Comunicações (MCTIC), e Marcos Pereira, do Desenvolvimento Indústria e Comércio. Ao todo, são seis personalidades que passam a ser investigadas por denúncias da JBS.

Kassab será investigado por suposto recebimento, por meio de notas frias, de R$ 350 mil durante suas gestões à frente do Ministério das Cidades e, em seguida, no Ministério da Ciência e Tecnologia.

A investigação de Pereira será por conta da suspeita de que ele teria sido beneficiário de recursos entregues pelos executivos da J&F que chegariam a R$ 500 mil por mês.

PUBLICIDADE

Em contrapartida, Pereira teria atuado para manter uma linha de financiamento da Caixa Econômica Federal, com a colaboração de Antonio Carlos Ferreira, vice-presidente corporativo do banco, que também será investigado pela comissão.

Também serão alvo de investigações os ex-ministros Guido Mantega, Geddel Vieira Lima e Fernando Pimentel, atual governador de Minas Gerais.

Todos terão prazo de dez dias para prestar esclarecimentos. Entre as punições possíveis estão a advertência e recomendação de exoneração, caso o investigado esteja no governo, e censura pública para ex-autoridades. (com agências).

 

Anterior CPqD quebra próprio recorde e atinge 400 Gbps sem repetição
Próximos Oi lança ofertas de voz ilimitada para todas as operadoras e internet em dobro