Portal de Telecomunicações, Internet e TICs

Desempenho

Com telecom, PIB de informação e comunicação cresce 0,7% no 2º trimestre

Segmento que inclui atividades de telecom e TICs registrou taxa de crescimento superior ao setor de serviços no mesmo período; no geral, economia brasileira avançou 0,9% entre abril e junho, na comparação com o trimestre imediatamente anterior
Com apoio de telecomunicações, PIB de informação e comunicação avança no 2º trimestre de 2023
Atividades de informação e comunicação ajudaram a puxar os serviços e o PIB no 2º trimestre (crédito: Freepik)

O setor de informação e comunicação – composto por telecomunicações e diversas atividades da cadeia de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), além de mídia – cresceu 0,7% no País no segundo trimestre deste ano, na comparação com o trimestre imediatamente anterior, e 3,8%, em relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira, 1º.

Em termos percentuais, em ambas as bases de comparação, o segmento superou o avanço do setor de serviços, o qual teve expansão de 0,6% sobre o primeiro trimestre e 2,3% ante o intervalo de abril a junho de 2022.

PIB Serviços Informação e Comunicação
2T2023 / 1T2023 0,9% 0,6% 0,7%
2T2023 / 2T2022 3,4% 2,3% 3,8%

Vale destacar que, conforme a metodologia do Produto Interno Bruto (PIB), as atividades de informação e comunicação integram o setor de serviços.

Nesse contexto, levando em conta a variação em relação ao trimestre anterior, o segmento que envolve as ofertas de telecom e TICs registrou alta mais acentuada do que as atividades imobiliárias (0,5%), administração, defesa, saúde e educação públicas e seguridade social (0,4%) e comércio (0,1%).

Por outro lado, teve alta mais modesta do que os ramos financeiros, de seguros e serviços relacionados (1,3%), outras atividades de serviços (1,3%) e transporte, armazenagem e correio (0,9%).

PIB do 2º trimestre

O IBGE informou que o PIB cresceu 0,9% entre abril e junho em relação ao intervalo de janeiro a março deste ano. Na comparação com o segundo trimestre de 2022, a economia brasileira teve expansão de 3,4%. Em valores correntes, o PIB totalizou R$ 2,651 trilhões no segundo período de 2023.

Entre os setores, ante o segundo trimestre do ano passado, a indústria cresceu 0,9% e os serviços, 0,6%. Já a agropecuária teve recuo de 0,9%.

Já pela ótica da demanda, o consumo das famílias e os gastos do governo avançaram 0,9% e 0,7%, respectivamente. A Formação Bruta de Capital Fixo (FBCP) ficou estável (0,1%).

No que diz respeito ao setor externo, as exportações cresceram 2,9%, enquanto as importações aumentaram 4,5%.

Por fim, a taxa de investimento da economia brasileira ficou em 17,2% no segundo trimestre deste ano, nível inferior ao observado no mesmo período de 2022 (18,3%).

TEMAS RELACIONADOS

ARTIGOS SUGERIDOS

Acompanhando a trajetória do sol em painéis fotovoltaicos
Ao aprender com os girassóis, os rastreadores usam os recursos de machine learning para acompanhar o movimento do sol no sentido leste-oeste, aproveitando melhor incidência solar.

 



 

 

FWA poderá ser impulsionado com recursos do Fust
A tecnologia está sendo considerada pelo governo para levar conectividade em áreas não atendidas e para conectar escolas com recursos do fundo.

Conexão com qualidade na entrega dos serviços