Com pandemia, lojas online crescem mais de 40% ao ano no Brasil


Em 2020, a expansão do e-commerce no Brasil bateu recorde totalizando mais de 1,3 milhão de lojas online, com um ritmo de crescimento de 40,7% ao ano. Essa forte expansão é um indicador do grande esforço que negócios de todos os portes têm feito para alcançar o seu consumidor em plena Covid-19, como revela a 6ª edição da pesquisa “Perfil do E-Commerce Brasileiro”.

A migração em massa de pequenos negócios para o comércio eletrônico, empurrada pela pandemia, é significativa. Se, em 2019, 26,93% dos e-commerces eram de pequeno porte e faturavam até R$ 250 mil por ano, hoje eles passaram a representar perto da metade das lojas online (48,06%).

Outro dado da pesquisa diz que as mídias sociais já são adotadas por cerca de 70% (68,63%) das lojas online.O YouTube cresceu em importância no e-commerce brasileiro: entre as lojas online que se utilizam de mídias sociais, ele está presente em 39,87%, aumentando sua participação em 7,65 pontos percentuais em relação a 2019. A plataforma fica atrás apenas do Facebook, presente em 54,18% dos comércios eletrônicos do país. Na sequência vêm Twitter, com 30,45% de participação; Instagram, com 21,16%; e Pinterest, com 4,81%.

PUBLICIDADE

A expansão do e-commerce mostra também avanços: 55,68%  das lojas já adotam meios eletrônicos de pagamento, o que representa um aumento de 5,4 pontos percentuais em relação ao estudo de 2019. Da mesma forma, mais de 3/4 das lojas online (76,55%) se encontram em uma das 211 plataformas de e-commerce mapeadas, aumento de 2,52 pontos percentuais sobre o resultado de 2019.

Para enxergar a presença do pequeno empreendedor no e-commerce brasileiro é preciso avaliar quantos e-commerces não têm sequer um único empregado: pela primeira vez este ano eles são maioria, ou 52,63%. Quando o corte são as lojas online com até 5 empregados, o universo desses pequenos negócios abrange mais de 3/4 do total de comércios eletrônicos” Thoran Rodrigues, CEO e fundador da BigDataCorp.

A série Perfil do E-Commerce Brasileiro é uma parceria entre BigDataCorp. e PayPal Brasil e, desde 2014, monitora os movimentos e tendências do setor. Confira, a seguir, os principais destaques do estudo deste ano.(Com assessoria de imprensa)

Anterior TIM terá 71 data centers de rede até 2025
Próximos Investimento em redes 5G no Brasil será de R$ 9,2 bi até 2025, prevê Ericsson