Com novo roteador da HUAWEI ISPs vão poder acelerar a migração para Wi-Fi 6


José Luiz do Nascimento – Diretor de Vendas com Foco em Operadoras da Huawei Consumer Business Group | Credito: Divulgação
José Luiz do Nascimento – Diretor de Vendas com Foco em Operadoras da Huawei Consumer Business Group | Credito: Divulgação

A Huawei vai facilitar a transição dos Internet Services Providers (ISPs) para o Wi-Fi 6 com o novo roteador HUAWEI WiFi AX2. Equipado com a tecnologia da sexta geração de WiFi, o produto também traz a ferramenta HiConfig e a solução HarmonyOS Mesh+. Isso o torna especialmente desenhado para os ISPs, por proporcionar a melhor relação custo-benefício, aliando alta tecnologia a preço justo.

“O produto está disponível neste primeiro momento apenas para o mercado B2B dos provedores de internet, nosso foco para esse roteador. Desde o ano passado, eles já vêm demandando essa nova tecnologia. Há cerca de 15 mil ISPs no Brasil, e existe um grande interesse”, diz José Luiz do Nascimento, diretor de Vendas com Foco em Operadoras da Huawei Consumer Business Group.

PUBLICIDADE

A grande barreira à migração para o WiFi 6 tem sido os custos dos produtos premium disponíveis, impeditivos para o provedor de internet, já que os ISPs, ao buscarem novas tecnologias, não podem conviver com altos custos em seu orçamento.

“Com esse roteador, atingimos o equilíbrio em termos de custo-benefício. Ele é WiFi 6 apenas na frequência de 5 GHz, em que se realizarão as melhores experiências. Foi bem idealizado para os provedores fazerem a transição para o WiFi 6, sem agredir o plano de negócios. O custo é em torno de 20% a mais do que um roteador WiFi 5, mas traz todos os benefícios do Wi-Fi 6”, destaca Nascimento.

Ele explica que, atualmente, a maior parte dos roteadores utilizados pelos provedores ainda suporta o Wi-Fi 5, desenvolvido em 2013. A expectativa é de que o HUAWEI WiFi AX2 acelere a migração para o WiFi 6.

“Já temos uma base significativa de provedores com nosso roteador Wi-Fi 5, o WS5200, que é utilizado por mais de três mil ISPs. Queremos apoiar os clientes da nossa base e potenciais clientes que estejam em busca dessa tecnologia, a fazerem essa transição com qualidade e equilíbrio de custos”, diz Nascimento.

Ele reforça que o novo roteador HUAWEI WiFi AX2 é uma ferramenta bastante interessante para o provedor regional de internet, que antes só tinha opções muito mais caras – praticamente o dobro do preço de um roteador Wi-Fi 5. Esse alto custo afastava os planos dos empresários de fazerem a migração para a nova tecnologia.

“Oferecemos uma opção com custo-benefício muito mais atrativo para auxiliar os ISPs nessa mudança. A velocidade da mudança vai ser uma questão de mercado”, diz o diretor da Huawei.

A migração para o Wi-Fi 6 vai acontecer inexoravelmente. Pesquisas indicam que 83% dos provedores de internet, fornecedores de tecnologia e empresas estarão equipados com esse novo padrão em 2022.

Ele explica por que a migração para Wi-Fi 6 vai acontecer com toda a certeza. Em 2013, quando o Wi-Fi 5 foi lançado, mal haviam smartphones no mercado. Houve melhoria no Wi-Fi 5, mas ele não foi contextualizado para a atual realidade, quando a grande maioria da população usa smartphones e muitas pessoas têm a TV e outros dispositivos conectados ao mesmo tempo à rede Wi-Fi de suas casas.

“O consumo também mudou: antes, mal se navegava em websites. Hoje há espectadores assistindo a filmes em streaming na TV e outras pessoas em smartphone ouvindo música, tudo pela rede Wi-Fi”, analisa Nascimento.

O padrão Wi-Fi 6 é a resposta da indústria para esse novo cenário, sendo a mais alta tecnologia em conectividade atualmente. Segundo dados do Wireless Broadband Alliance, o órgão global da indústria dedicado a melhorar os padrões e serviços de WiFi, aproximadamente 83% dos provedores de internet, fornecedores de tecnologia e empresas estarão equipados com WiFi 6 em 2022.

O HUAWEI WiFi AX2 vem equipado com frequências de 5 GHz e 2,4 GHz, que operam simultaneamente e alternam automaticamente os dispositivos entre 5 GHz e 2,4 GHz, para garantir que os usuários tenham a melhor conexão em todos os momentos. A banda de 5 GHz é ideal para jogos e streaming em alta velocidade, enquanto 2,4 GHz fornece uma cobertura mais ampla. O roteador suporta até 64 dispositivos conectados ao mesmo tempo: 32 na frequência de 2,4 GHz e 32 na de 5 GHz.

“Num ambiente residencial, é uma configuração extremamente rara. Quando falamos em multiconectividade, vale lembrar que nem todos os dispositivos conectados estão consumindo banda ao mesmo tempo. O foco maior é o ambiente residencial, mas isso não impede que o produto possa ser usado em pequenos negócios com até 30 usuários”, ressalta Nascimento.

Com uma taxa de transmissão sem fio de até 1500 Mbps, banda de 5 GHz compatível com WiFi 6 e com uma taxa de transmissão máxima de até 1201 Mbps, jogos, streaming e downloads nunca foram tão fáceis e perfeitos com o Wi-Fi AX2.

“O Wi-Fi 6 também é importante para que não haja gargalo quando for implementado o 5G. O novo padrão também tem baixa latência, que é 33% menor se comparado ao Wi-Fi 5, sendo muito mais eficiente. O casamento de tecnologia 5G com WiFi 6 é mandatório para manter esse universo de baixa latência. Além disso, o produto tem uma gerência de dispositivos conectados para maior eficiência com menor consumo de energia”, destaca Nascimento.

O diretor da Huawei faz um alerta aos ISPs, para não correrem o risco de ficarem defasados caso considerem que o Wi-Fi ainda demora para se tornar realidade. Pode parecer que é um padrão que ainda vai demorar a vir para o mercado, mas não é bem assim: a grande maioria dos smartphones de média e alta capacidades são compatíveis com Wi-Fí 6, assim como as novas smart TVs e consoles de games.

“É cada vez maior a competição entre as operadoras e provedores na corrida para lançar planos de alta velocidade. Já há no mercado planos de 500 Mbs e até 1 Gbps. O HUAWEI WiFi AX2 entrega uma velocidade 38% maior do que um roteador Wi-Fi 5”, observa Nascimento.

Cobertura expansiva

Caso haja problemas de cobertura indoor, os provedores podem instalar vários roteadores agrupados sob uma única rede de WiFi, por meio da solução HarmonyOS Mesh+.  Essa solução permite estabelecer uma rede comum entre vários dispositivos, ampliando a cobertura do sinal em todo o ambiente, com conversão automática conforme a pessoa se movimenta.

Isso porque a solução HarmonyOS Mesh+ conta, como diferencial, com o recurso Super Seamless, apoiado por sete algoritmos de roaming (incluindo 802.11k e 802.11v), tornando mais fácil alternar entre pontos de acesso. Isso significa que o usuário sempre terá uma conexão forte, independentemente do cômodo da residência em que estiver.

Já o software Huawei HiConfig permite aos provedores uma configuração massiva de diversos dispositivos simultaneamente. O ISP consegue, sozinho, criar sua customização e configurar até 100 roteadores ao mesmo tempo, sem perder a configuração, mesmo que o usuário faça o reset. Isso permite aumentar a eficiência dessa etapa, proporcionando uma grande redução nos custos de operação se comparado ao processo manual, em que o técnico teria de ir até a casa de cada cliente para configurar o aparelho.

Os provedores contam ainda com um conjunto de recursos e funcionalidades dedicadas para facilitar sua operação. São elas Tr-069, Ping, Trace Route e a possibilidade de verificar o nível de sinal dos dispositivos conectados por meio da interface.

Por fim, para gerenciar o roteador, basta acessar o aplicativo HUAWEI AI Life, que vai mostrar a rede e todos os dispositivos conectados. Os recursos presentes no aplicativo permitem que sejam executadas as funções de check-up, e feito o diagnóstico para configurações de controle de rede e firewall em uma interface de usuário intuitiva.

Para o diretor da Huawei, a evolução para o Wi-Fi 6 é irreversível e deve ocorrer em breve. Ele explica que há dois movimentos: o da indústria entregando dispositivos compatíveis com Wi-Fi 6, o que contribui para criar demanda, e o dos próprios provedores que procuram oferecer um melhor serviço.

“Eles querem adotar a melhor tecnologia com mais velocidade, baixa latência e menor consumo de energia. São muitos benefícios, e essa mudança vai começar, rapidamente, a acontecer e se acelerar com adoção tanto pela base de clientes que farão upgrade, quanto por novos clientes”, prevê.

PUBLICIDADE
Anterior Abrint defende fixação do preço de aluguel de postes
Próximos Parcerias para a inovação e novos serviços com 5G