ClearSale compra empresa de criação de produtos digitais por R$ 40,1 mi


ClearSale compra empresa de criação de produtos digitais por R$ 40,1 mi

A ClearSale, empresa de soluções antifraude, irá fazer sua primeira aquisição. A empresa comprou a Beta Learning, especializada no desenvolvimento de produtos digitais, por R$ 40,1 milhões. O acordo foi selado no modelo “acqui-hire”, cujo interesse principal são os colaboradores da empresa, em vez de seus produtos ou serviços. A ClearSale é cliente da Beta desde 2020.

PUBLICIDADE

Com a aquisição, haverá um incremento de 35% no time de desenvolvimento da ClearSale. A equipe irá reforçar a manutenção, buscar melhorias contínuas e criar novos produtos para melhor atender os clientes, principalmente para a área de onboarding, processo de integração de novos membros em uma empresa. A ClearSale irá aplicar os rendimentos para acelerar o lançamento de produtos.

“Mais do que desenvolvedores, estamos contratando formação de desenvolvedores. Podemos, e queremos, desenvolver boa parte dos nossos analistas de fraude para serem desenvolvedores no futuro”, declara o CEO da ClearSale, Bernardo Lustosa. Os fundadores permanecerão no negócio ajudando no desenvolvimento de softwares e no treinamento de colaboradores.

Com sede em São Carlos, um polo tecnológico nacional, a Beta chegou à marca de 11 clientes e 110 funcionários, dos quais 85% são sêniores e 15% estão em fase de aceleração de carreira. Além do serviço principal, focado no desenvolvimento de softwares, a Beta Learning também possui a Escola de Líderes, plataforma de treinamento de liderança que capacitou cerca de mil pessoas.

Em 2020, a ClearSale passou por uma mudança no controle de sua estratégia ao integrar a holding T.group. A companhia foi a terceira compra da holding de 2020. Além dela, a T.group comprou a Send4, que atua na automatização de processos de logística reversa para o e-commerce, tendo como principal marca o Troque-Fácil. A segunda aquisição foi a Lomadee, com foco em marketing de afiliados.

“O T.group maximiza o nosso potencial no mercado brasileiro, com empresas que possuem negócios complementares à prevenção de fraude, que deu origem ao negócio”, destacou o fundador e CEO do T.group, Pedro Chiamulera. (Com assessoria de imprensa)

PUBLICIDADE
Anterior Teles depositam o dinheiro das obrigações do 5G em 28 de fevereiro
Próximos Speedtest coloca a Vivo no topo do ranking de velocidade em banda larga fixa