Claro, Telefónica e Telecom Argentina já podem explorar o 4G na Argentina


Aos poucos, o governo da Argentina vai liberando as concessões de exploração das frequências para 4G, leiloadas no final de outubro. Claro (América Móvil), Movistar (Telefónica) e Personal (da Telecom Argentina, controlada pela Telecom Italia, que no Brasil possui a TIM) já podem iniciar a instalação das redes. As empresas têm 24 meses para ativar as primeiras redes na capital Buenos Aires e nas demais grandes cidades do país.

A Claro adquiriu as bandas entre 1720-1730 MHz e 2120-2130 MHz, em âmbito nacional. A Personal arrematou as frequências entre 1730-1745 MHz e 2130-2145 MHz, também nacional. A Telefónica Argentina ficou com as faixas 1710-1720 MHz e 2110-2120 MHz, em todo o país, para as quais recebeu ontem concessão. Além de frequências 4G, as operadoras estão recebendo as autorizações de uso das faixas remanescentes de 3G, vendidas no mesmo leilão.

PUBLICIDADE

O governo ainda não divulgou as cifras exatas pagas pelas operadoras. Segundo a Secretaría de Comunicaciones, equivalente ao Ministério das Comunicações no Brasil, o total arrecado foi de US$ 2,23 bilhões. A imprensa local afirma que Movistar teria desembolsado US$ 427 milhões; Claro, US$ 590; e Personal, US$ 602 milhões. Falta ao governo argentino, ainda, autorizar à entrante Airlink iniciar a exploração do lote comprado. (Com agências internacionais)

Anterior Telecom Italia não tem pressa e conselho só volta a tratar da Oi em 2015
Próximos Finlândia tem a primeira rede comercial LTE em 450 MHz