Claro investe mais de R$ 1 bi pelo REPNBL para ampliar redes 3G e 4G em todo o país


O Ministério das Comunicações autorizou hoje,29, novos projetos da operadora de celular no âmbito do Regime Especial de Tributação do Programa Nacional de Banda Larga para Implantação de Redes de Telecomunicações – REPNBL.

O Ministério das Comunicações autorizou hoje,29, novos projetos no âmbito do Regime Especial de Tributação do Programa Nacional de Banda Larga para Implantação de Redes de Telecomunicações – REPNBL, entre eles, projetos de ampliação das redes de acesso 3G e 4G da Claro. Para diferentes estados da região Norte, R$ 58 milhões.  Para os estados de Rondônia, Pará e Amapá serão gastos R$ 3 milhões na construção de redes até dezembro de 2016. Em Paraná e Santa Catarina, outros R$ 2,31 milhões. No Ceará, Paraíba e Sergipe, R$ 1,86 milhão.

Para a rede em Goiás serão R$ 3,88 milhões, em Minas Gerais, R$ 1,69 milhões; no Rio Grande do Sul, R$ 1,15 milhão; no Maranhão, R$ 2,2 milhões; no Rio de Janeiro, R$ 6,9 milhões; em São Paulo, R$ 5,17 milhões. Na Bahia, as redes de 3G e 4G terão investimentos de  R$ 1,87 milhões

PUBLICIDADE
Anterior TV analógica poderá ter 60% da tela bloqueada em Rio Verde, GO
Próximos AT&T pode debitar US$ 1,1 bi em ativos da Sky na Venezuela