Claro e Telefónica confirmam disputa pelo espectro 5G no Chile


O Ministério de Transportes e Telecomunicações (MTT) do Chile anunciou ontem, 19, que recebeu propostas de cinco empresas para o leilão 5G. Esse é o maior número de ofertas em um leilão de espectro no país. As empresas participantes são Entel,Claro , Movistar (subsidiária da Telefónica), WOM, e Borealnet. Os resultados devem sair apenas em fevereiro de 2021. O leilão adota o modelo beauty contest, pelo qual as empresas que se comprometerem com mais compromissos de cobertura levam.

Borealnet S.A. e WOM concorrem pelo espectro 700 MHz; no leilão AWS, competem Borealnet S.A., WOM e Claro; na banda 3.5GHz todas as empresas entraram na disputa; por fim, Claro, Entel e WOM pleiteam o espectro 26GHz. Em 2009, a licitação da banda AWS havia contado com duas ofertas, da Nextel e VTR, e no ano de 2013,  haviam participado do leilão dos espectros 700 MHZ e 2.600 MHz Entel, Movistar e Claro.

PUBLICIDADE

Foi estabelecido que os vencedores do leilão serão definidos conforme as contrapartidas sociais propostas. Uma delas consiste em conectar 366 localidades pelo Chile com tecnologia 4G com capacidade de banda de 700MHz.

“A indústria de telecomunicações demonstrou desde o começo um grande interesse por esse leilão e, hoje, o ratificou com essas ofertas recebidas, se dando conta da importância que tem essa tecnologia para o desenvolvimento da economia digital do país, da ciência, da academia, do empreendimento e da inovação”, comentou a subsecretária de telecomunicações Pamela Gidi.  (Com assessoria de imprensa)

Anterior Desoneração dá segurança no curto prazo, diz Fórum de IoT
Próximos Brasil tem que regulamentar novas tecnologias, diz empresário de IoT