Claro e Google irão doar 1500 celulares com pacote de dados para pessoas com deficiência visual


Claro e Google iniciaram uma parceria para atender à demanda de conectividade de pessoas com deficiência visual assistidas pela Fundação Dorina Nowill para Cegos. Ao longo de dois anos o Google irá doar 1500 smartphones. Enquanto isso, a Claro fornecerá chips e pacotes de dados de 6 GB mensais para o período. Além disso, 40 instrutores da Dorina Nowill receberão linhas de 20 GB. Para viabilizar a parceria, o Google acionou a operadora por meio do Instituto Claro.

PUBLICIDADE

Os chips permitirão o acesso ao WhatsApp sem desconto na franquia e pacotes Free Pass com apps de Mobilidade Urbana (Waze, Easy Taxi e Cabify). Redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter) gratuitas estão disponíveis nos pacotes de 10GB. A Claro fornecerá também apoio logístico à distribuição dos chips e aparelhos.

O ecossistema Android conta com opções de acessibilidade que os beneficiados poderão utilizar, como Transcrição Instantânea, Amplificação de Som e Lookout. Essa última tem por função descrever objetos ao redor por meio da câmera do celular. Os beneficiados ainda receberão um guia digital explicando todas as funcionalidades do aparelho e seus recursos de acessibilidade.

“A operadora apoia o objetivo do projeto de aumentar a autonomia nas atividades do dia a dia e nos processos de ensino, aprendizagem, qualificação profissional e entretenimento das pessoas com deficiência visual, possibilitando maior acessibilidade digital e inclusão social”, comentou Daniely Gomiero, diretora de Comunicação, Responsabilidade Social Corporativa da Claro e vice-presidente de Projetos do Instituto Claro. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Disponibilidade 4G cresce 4,5% em cidades brasileiras
Próximos Os fundos setoriais têm tributação regressiva