Claro e Embratel reforçam infraestrutura na região de Mariana


Serviço móvel da Claro é o único em funcionamento na região, devastada pelo rompimento de duas barragens da mineradora Samarco. Equipes de resgate receberam chips e acessam interface da companhia para interação durante as buscas.

Como ficou o distrito após a passagem da onda de lama. (Foto: Divulgação Bombeiros MG)
Como ficou o distrito após a passagem da onda de lama. (Foto: Divulgação Bombeiros MG)

O Grupo América Móvil Brasil, que opera por meio das marcas Claro, Embratel e NET, adotou um plano emergencial e voluntário para fortalecer toda a infraestrutura de Telecomunicações na região do distrito de Bento Rodrigues, entre as cidades de Mariana e Ouro Preto, na região central de Minas Gerais. Duas barragens de rejeitos de minério romperam no local, devastando o distrito.

Atualmente, o grupo é o único com sinal em funcionamento na região, dando suporte às equipes que trabalham no local. “Assim que soubemos do rompimento e da devastação da região, mobilizamos nossas equipes técnicas e passamos a reforçar toda a infraestrutura que atende a região, garantindo mais capacidade e plena disponibilidade no sistema de telecomunicações local”, diz Gustavo Silbert, Diretor Executivo da Embratel.

A região está com uma grande deficiência em diversas áreas essenciais, como no fornecimento de água e luz. “Nosso centro de controle ativou o alerta máximo para monitorar toda a estrutura da Claro e da Embratel nas diversas localidades impactadas pela lama. Estamos monitorando de forma ininterrupta (24 horas por dia e 7 dias por semana) antenas, cabos, redes, equipamentos, switches, entre outros aparelhos”, conta Rogério Costa, Diretor Regional da Embratel para Minas Gerais.

PUBLICIDADE

Como o sinal da Claro é o único a funcionar no local, a empresa distribuiu entre as equipes de socorro chips para conseguirem usar o telefone nos trabalhos em campo. Foi criada uma interface direta para resposta imediata aos pedidos técnicos das equipes que trabalham no local e precisam estar em permanente contato. “Estamos com nossa estrutura de geradores funcionando para não haver parada mesmo diante de falta de luz e oscilação de energia. Reforçamos o direcionamento do sinal para garantir uma qualidade ainda maior na região”, conta Costa.

Executivos do grupo entraram em contato com os clientes corporativos da região logo após o acidente e ficaram à disposição para ajudar no que fosse necessário. Em seguida, foi criado um comitê para alinhamento de ações conjuntas com órgãos governamentais. Após solicitação da presidência da Câmara Municipal e com suporte das equipes de resgate, técnicos da empresa obtiveram acesso ao local e conseguiram melhorar significativamente o sinal em Bento Rodrigues.

A Embratel, a Claro e a NET também estão apoiando o Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas), órgão ligado ao Governo do Estado de Minas Gerais, disponibilizando chips para aparelhos celulares e promovendo ações internas de arrecadação de mantimentos ou doações.

Anterior O debate sobre a mudança do ICANN está concentrado nos países ricos, diz pesquisador
Próximos Claro HDTV deixa grade de canais mais parecida com a da NET