Claro avança no pós-pago e amplia receitas no 1º trimestre de 2022


A Claro Brasil divulgou na noite desta terça-feira, 26, os resultados do 1º trimestre de 2022. A companhia apresentou crescimento nas receitas vindas de serviço móveis, enquanto as receitas com serviços fixos encolheram mais uma vez, em função de desligamentos na TV paga.

PUBLICIDADE

A empresa reportou alta de 2,6% no total das receitas no primeiro trimestre deste ano, comparado ao mesmo período de 2021. Neste ano, chegaram a R$ 10 bilhões.

A maior expansão se deu no celular. A companhia apontou aumento de 11% na receita móvel, que atingiu R$ 4,6 bilhões.

Já a receita fixa, que reúne banda larga e TV paga, apresentou queda de 4,1%, para R$ 5,04 bilhões.

O lucro antes de impostos, depreciações, juros e amortizações (EBITDA) ficou em R$ 4,08 bilhões, alta de 1,4% ano a ano.

Houve, porém, aumento de custos devido em grande parte à inflação do período, o que refletiu a redução da margem EBITDA de 41% no começo de 2021 para 40,5% no começo deste ano.

Dessa forma, a companhia avisa que “segue focada na implementação de ganhos de eficiência operacional, sinergias, simplificação e digitalização de processos”.

Dados positivos

O crescimento no móvel se deu a partir da alta demanda no segmento pós-pago. Segundo a companhia, a base de assinantes aumentou 11,7%, o que representa a adição de 4,8 milhões de clientes pós no último ano.

No segmento pré-pago, a Claro fechou o 1T22 com 29,4 milhões assinantes, adicionando 0,32 p.p. em participação de mercado nos últimos doze meses findos em fevereiro de 2022. A companhia terminou o trimestre com um total de 71,8 milhões de clientes móveis, liderando o saldo líquido de portabilidade com 325 mil de linhas portadas no trimestre.

A Claro retomou ainda o crescimento de Banda Larga Fixa no trimestre, registrando adições líquidas positivas de 14,6 mil, com avanços no reposicionamento da base de clientes e carteira premium com planos de “ultrabroadband”, revertendo a perda do final de 2021.

A cobertura total da rede fixa da Claro no Brasil alcançou 36 milhões de domicílios em 392 cidades. Lançou rede de fibra óptica até o domicílio (FTTH) em 20 novas cidades no trimestre, totalizando assim 188 cidades, que atendem 3,5 milhões de domicílios nessa tecnologia.

No Segmento Corporativo, crescimento de receita de 116,5% em Cloud, 35,9% em Banda Larga Móvel, 35,8% em Segurança, 17,3% em M2M/IoT, 14,8% em Plataforma de Conectividade com Internet e 11,3% em Plataforma de Mobilidade.

PUBLICIDADE
Anterior Vendida a unidade móvel, Oi reposiciona marca com foco em fibra e produtos digitais
Próximos Click Telecom, ISP mineiro do grupo Alloha, lança internet de 2 Gbps