Cisco anuncia chegada do Cisco Plus, com NaaS, em 2021


Chuck Robbins, CEO e presidente da Cisco

A Cisco anunciou hoje, 30, o Cisco Plus, que traz a expansão da estratégia As-a-service da empresa. O serviço promete acelerar e automatizar a agilidade digital de clientes. Seu portfólio inclui soluções de rede, segurança, computação, armazenamento, aplicativos e capacidade de observação As-a-service. 

A empresa está planejando lançamentos de soluções de Networking-as-a-Service (NaaS) ainda este ano, que irão unificar serviços de rede, segurança e visibilidade em domínios de acesso, WAN e nuvem. Dentre os serviços do Cisco Plus, estão: modelos de entrega flexíveis, com opções de pagamento por uso ou à medida que cresce; análise em tempo real de dados para insights baseados em inteligência artificial e machine learning; extensibilidade da Interface de Programação de Aplicações (API) em toda a pilha de tecnologia.

PUBLICIDADE

Inicialmente, o NaaS focará em serviço baseado em nuvem para acesso seguro à borda. A primeira oferta, prevista para meados de 2021 é a solução Cisco Plus Hybrid Cloud, que chegará como uma versão limitada na Austrália, Canadá, Alemanha, Holanda, Reino Unido e EUA.

A solução engloba o portfólio de computação, rede e armazenamento de data center da Cisco, além de armazenamento e software de terceiros, ponte local, borda e nuvem pública. A solução poderá ser customizada conforme as necessidades do cliente. Eles terão a possibilidade de escolher o nível de serviços e o compromisso de uso inicial que desejam.

Mais tarde, a Cisco lançará o Cisco Plus Experience ainda em 2021. Construído na Nuvem Cisco CX, essa plataforma permite o próprio cliente aprender, consumir e rastrear o uso do portfólio como serviço da Cisco. A interface também engloba um marketplace, onde clientes poderão adquirir serviços da Cisco e de seus parceiros. 

5G e Wi-Fi 6

Diante do 5G e Wi-Fi 6, a Cisco se insere em um cenário de acesso multi mobile, com novas possibilidade de serviço, conforme explicou Liz Centoni, chefe de estratégia e gerente geral da Cisco. De acordo com ela, a Cisco poderá oferecer, no futuro, auxílio a clientes para escolher a tecnologia certa e a fazer  transição para os casos de uso necessários de forma mais rápida possível.

Por sua vez, o presidente e CEO da Cisco, Chuck Robbins, observou que nos últimos trimestres o negócio wireless da Cisco cresceu com a procura de empresas pela transição para o Wi-Fi 6. A respeito do 5G, o comprometimento dos provedores com a 5G, “com o tempo é bom para nós”.

Anterior Cade recebe pedido de Claro, TIM e Vivo para análise da venda da Oi Móvel
Próximos Cisco Secure apresenta autenticação sem senha