Chineses processam Samsung por excesso de apps no celular


Uma organização de consumidores entrou na Justiça da China contra a Samsung. O grupo reclama do excesso de aplicativos que já vêm instalados nos smartphones, os chamados “bloatware”. Segundo o Shangai Consumer Council, muitos consumidores não querem os apps que já vêm embarcados nos aparelhos. O descontentamento cresce quando o usuário encontra dificuldades, ou é impedido pelo sistema operacional, de apagar os programas.

Pelas contas do conselho de consumidores, um Samsung Galaxy Note 3 vem com 44 programas pré-instalados que não podem ser removidos ou que oferecem empecilhos para a remoção. O grupo também processa a Oppo, outra fabricante de dispositivos móveis em operação no país. No processo, a organização pede que as empresas passem a vender modelos com opções limpas do sistema operacional.

PUBLICIDADE

Em resposta ao site de notícias inglês BBC, a Samsung afirma que ainda não recebeu a nenhuma notificação judicial para dar uma posição do que fará. (Com agências internacionais)

PUBLICIDADE
Anterior Desligamento da TV analógica começa a ser avisado em Belo Horizonte
Próximos Brasil tem 2,4% de internautas usando IPv6