China chega a 758 milhões de conexões 5G


Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

As três principais operadoras móveis da China  – Mobile, Telecom e Unicom – ganharam 28,4 milhões de assinantes de pacotes 5G em janeiro. Com isso, o total combinado de conexões 5G chega a 757,9 milhões, quase metade do total de usuários móveis do país.

O total de conexões móveis atingiu 1,7 bilhão no final de janeiro, o que significa que os contratos 5G representaram 45,6%.

PUBLICIDADE

A China Mobile, que no final de 2021 excluiu fornecedores tradicionais não chineses de sua base de contratos, registrou 14,5 milhões de conexões 5G para um total de 401,3 milhões. Na China Telecom, o número subiu de 8,3 milhões para 196,1 milhões; e a China Unicom fechou o mês de janeiro com 160,5 milhões, alta de 5,6 milhões.

O top 5

Segundo um levantamento da GSMA Intelligence, os EUA surgem atrás da China, com 53,1 milhões de conexões 5G no final de 2021. Japão vem na sequência, com 24,7 milhões. Depois aparece a Coreia do Sul, com 20,9 milhões. A Alemanha completa o top 5, com 6,3 milhões.

O grupo dos cinco é seguido pelo Reino Unido, sexto colocado na lista de países com mais conexões 5G. Somou 5,3 milhões.

Na China, as três grandes operadoras adicionaram uma média de 34 milhões de assinantes de pacotes 5G por mês, em 2021.

A base geral de assinantes móveis da China Mobile aumentou 4,5 milhões em janeiro, para 961,4 milhões. O montante de assinantes da China Telecom cresceu 3,1 milhões, e foi para 375,5 milhões. Já a China Unicom aumentou em 1,1 milhão e chegou a 318,2 milhões.

Previsão da GSMA de 2018 diz que a Ásia irá concentrar o crescimento da telefonia móvel até 2024.

PUBLICIDADE
Anterior Em plena expansão, Vero trabalha para manter atendimento personalizado
Próximos Brisanet vai instalar rede 5G em Jaboatão dos Guararapes