Chatbot ajuda mulheres vítimas de violência doméstica


Instituto Avon, Uber e Wieden+Kennedy anunciaram hoje, 28, uma ferramenta para auxiliar mulheres vítimas de violência doméstica durante o período da Covid-19: uma assistente virtual que, por meio de um chatbot, oferece uma forma silenciosa das mulheres pedirem ajuda e receberem a orientação necessária dentro de suas próprias casas.

O recurso busca auxiliar vítimas de violência doméstica, que, de acordo com indicadores, vem aumentando durante o isolamento social. A ação integra o Programa Você Não Está Sozinha, com ações e serviços desenhados em resposta ao aumento da violência contra mulheres e meninas no contexto da pandemia.

PUBLICIDADE

O chatbot é acessível por WhatsApp, por meio do número (11) 94494-2415. Em casos graves que exigem a locomoção, será disponibilizado um código para solicitar uma viagem no aplicativo da Uber gratuita.

Ao acionar esse número, a vítima é contatada por uma assistente virtual, simulando uma pessoa em sua rede de contatos, para melhor entender sua situação. A ideia é não despertar atenção do agressor.

Depois de responder algumas perguntas para identificar o grau de risco que ela corre, ela receberá o suporte apropriado. Caso seja necessário buscar um hospital, unidade de saúde, delegacia ou um centro de atendimento que presta serviço e assistência social e psicológica e orientação jurídica às mulheres em situação de violência, a mulher receberá um código promocional para solicitar uma viagem de forma gratuita no aplicativo da Uber e se deslocar com independência.

“As mulheres que estão em situação de violência precisam de recursos rápidos para buscar ajuda e orientação, incluindo transporte, em casos mais urgentes que demandam o deslocamento da vítima e de sua família”, afirma Daniela Grelin, diretora executiva do Instituto Avon. (Com assessoria de imprensa)

Anterior TCS oferece acesso gratuito a salas de aula virtuais
Próximos Facebook libera opção de cupons para apoiar pequenos negócios