CEO da Nokia: a voz não foi aposentada.


É bom que o canto da sereia da TV e downloads de música pelo celular não deixe as operadoras esquecerem que, no fim do dia, ainda é a comunicação de voz que sustenta o mercado celular. A advertência foi feita dia 5, durante o CTIA Wireless, em Las Vegas (EUA), por Jorma Ollila, CEO da …

É bom que o canto da sereia da TV e downloads de música pelo celular não deixe as operadoras esquecerem que, no fim do dia, ainda é a comunicação de voz que sustenta o mercado celular. A advertência foi feita dia 5, durante o CTIA Wireless, em Las Vegas (EUA), por Jorma Ollila, CEO da Nokia desde 1992, que fica no cargo até 1º de junho, quando será substituído por Olli-Pekka Kallasvuo.

De fato, no curto espaço de 14 anos, o celular teve um  crescimento explosivo: em 1992, menos de 1% da população mundial usava celulares e, hoje, há cerca de 2,2 bilhões de usuários, número que pode aumentar para 3 bilhões no fim de 2008. Contudo, uma acirrada competição baixou os preços do serviço de voz, levando as operadoras a procurar novas aplicações como TV móvel, downloads, correio eletrônico para aumentar a receita.

Alerta

PUBLICIDADE

Mas Ollila avisa a indústria para não perder de vista o fato de que aplicações de voz continuarão dominantes nos celulares. “No serviço móvel, voz ainda é a killer apllication. O crescimento do número de assinantes ainda é estimulado por voz, e a voz será a mais valiosa forma de comunicação ainda por muito tempo. Ainda há muito trbalho a ser feito para melhorar conexões de voz e aparelhos”, afirmou o executivo. Segundo ele, muito da nova expansão do mercado celular virá de países em desenvolvimento da Ásia, África e América Latina.

Mesmo ressaltando o papel da voz, Ollila não nega a importância das novas funções agregadas ao celular, como câmaras fotográficas e video players. Afinal, muitos aparelhos que a Nokia vem lançando estão equipados com câmaras, e a fabricante finlandesa também está desenvolvendo aparelhos que vão suportar DVB-H, padrão tecnológico europeu que permitirá às operadoras usar multicast para transportar vídeo ao vivo para telefones celulares.

(Da Redação com agências internacionais)

Anterior Avaliação positiva para a BrT
Próximos Nortel: WiMax com tecnologia MIMO