Notícias da categroia

Mercado


América Latina agrega 28 milhões de conexões 4G em três meses

Leia Mais

Empresa refez cronograma para atender exigências da CVM. Aumento de capital vai financiar aquisição da GVT.

CVM fará novas exigências para conceder registro de oferta à companhia. Investidores devem confirmar interesse na aquisição.

O novo estatuto social divulgado hoje,1, pelas companhias, elimina a CorpCo, já que não foi fechado o acordo até 31 de março. Haverá uma conversão voluntária de ações preferenciais em ações ordinárias de emissão da Oi, na base de 0,9211 ação ordinária por cada ação preferencial. Esta conversão ficará sujeita a adesão mínima de 2/3 das ações preferenciais. A nova estrutura deverá estar concluída até outubro deste ano. As ações da Oi fecharam o dia de hoje com valorização de quase 20%

A PTSGPS lançou comunicado ao mercado português hoje, 26 de março, em resposta às notícias veiculadas de que a empresa estaria com muitas dificuldades para ter aprovado o seu balanço pelo xerife norte-americano (a SEC), o que estaria prejudicando a concessionária brasileira Oi a ingressar no Novo Mercado. No comunicado, a empresa afirma que está tomando todas as medidas para a “efetiva adesão” pela Oi ou pela CorpCo ao novo mercado.

O órgão antitruste do Brasil aprovou com restrições a compra da GVT pela Telefônica Vivo e a cisão da Telco, controladora da Telecom Italia, com ingresso da francesa Vivendi no capital da italiana e da Vivo no Brasil. Conforme a leitura do relator dos dois processos, Marcio de Oliveria, serão firmados três acordos com o Cade, que terão a obrigação de mitigar as concentrações horizontais e verticais resultantes deste movimento de fusão. Na prática, será proibida a propriedade cruzada entre Telefónica e Vivendi nos capitais da TIM Brasil e da Vivo.

Pregão eletrônico foi a forma mais usada para aquisição de produtos em licitações do governo federal. Ministérios da Educação, Defesa e Fazenda foram os que mais compraram tecnologia.

Fornecedoras para 4G prometem tecnologia nacional

Os prejuízos do ano passado somaram R$ 21,89 milhões, para uma receita de R$ 2,5 milhões. A empresa gastou R$ 34, 4 milhões com pessoal e R$ 54,79 milhões com despesas gerais e administrativas em 2014.

A operadora, que já tinha anunciado a capitalização pela filial brasileira, deve ampliar o capital em 3 bilhões de euros (ou R$ 10,5 bi)

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) vai decidir sobre a compra da GVT pelo grupo Telefônica Vivo no próximo dia 25 de março, conforme pauta publicada hoje no Diário Oficial da União (DOU). A Anatel já aprovou esta aquisição, com alguns condicionantes.