Notícias da categroia

Infraestrutura

Tudo sobre a parte física das redes de telecomunicações

Grandes operadoras terão de baratear uso de dutos em 4.800 municípios

Leia Mais

Fundos de infraestrutura aportam no Brasil para investir nas novas empresas que irão construir a rede neutra de fibra óptica até as residências propostas por Oi, Vivo e TIM. São fundos norte-americanos, canadenses, indianos, de Cingapura, de Dubai, e mesmo brasileiros que querem injetar dinheiro em uma corrida contra o tempo para alcançar as milhares de residências brasileiras ainda sem acesso à fibra.

Leonardo de Morais levou proposta ao ministro das Comunicações, Fábio Faria, questionando a destinação da construção e gestão da rede de banda larga da Amazônia à RNP e sugeriu a promoção de um leilão reverso com a participação das empresas privadas.

A empresa optou pela 5G por causa da baixa latência e a capacidade de suportar conexões massivas.

Nove entidades – Abrint, Abrintel, Associação NEO, Contic, Febratel, Fenainfo, Fenainfra, SindiTelebrasil e Telcomp- argumentam que o questionamento à gratuidade do direito de passagem previsto na Lei das Antenas, de 2015, irá afetar os compromissos do edital da 5G e traz insegurança jurídica

Conforme pesquisa do Comitê Gestor da Internet, 9% das Unidades Básicas de Saúde (UBS) brasileiras não têm computador e 18% (7,2 mil) não têm acesso à internet.

Rede móvel da operadora também estará disponível para franqueados, afirma o fundador da Brisanet

Rivais da Oi poderão alugar a rede de última milha não ocupada pela operadora, avisa o diretor de atacado da companhia, André Telles

Texto vai detalhar as infrações e sanções às empresas que instalarem antenas de forma irregular. Subsecretário do GDF lembra que lei já está em vigor e que empresas já podem pedir novas licenças ou regularizar torres já instaladas.

Segundo Ricardo Dieckmann, gerente de infraestrutura, os investimentos serão intensificados no Distrito Federal.

Novas regras vão estimular a instalação de equipamentos de telecomunicações em Brasília e cidades satélites, e adota a tese do silêncio positivo, ou seja, as teles ficam liberadas a instalar a infraestrutura se a licença não for emitida em 60 dias