Notícias da categroia

Concessionárias

Telefónica, Oi e Algar Telecom. O universo das carries

A vice-presidente de Assuntos Regulatórios da Telefônica Vivo, Camilla Tápias, afirmou que a operadora quer evitar contenciosos futuros. Campelo da Anatel afirmou que a agência trabalha em três vertentes -inventário dos bens reversíveis; conformidade dos modelos de custos e cálculo do valor da adaptação.

Designed by Freepik

Fundo Bordeaux vai arcar com dívida que se aproxima dos R$ 600 milhões, conforme o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, além de cumprir a obrigação de capitalizar a empresa em R$ 130 milhões.

Prefeitura de Londrina recebeu mais de uma proposta pela concessionária de telefonia fixa. Revelação dos proponentes e dos lances será feita na próxima semana.

Prefeitura de Londrina e Copel venderão o controle da concessionária pelo total de R$ 130 milhões. O que sobrar do pagamento à vista deve ser quitado em até 18 meses, conforme necessidade de caixa da operadora.

Gustavo Borges, superintendente de Controle de Obrigações, avalia que a agência “atingiu o ápice do controle” desse patrimônio que é um dos itens da migração da telefonia fixa para investimentos em banda larga

A agência reguladora solicitou prorrogação do prazo de 210 dias aprovado às vésperas da votação do PLC 79, que prevê investimentos em banda larga.

Ao final do contrato, em 2025, esses investimentos somente serão ressarcidos se forem imprescindíveis para garantir a continuidade e atualidade do serviço

Companhia recebeu R$ 120,5 milhões pelo edifício localizado em Botafogo. Venda faz parte do plano de recuperação da companhia.

Sanção foi aplicada por descumprimento da LGT, do regulamento de controle de bens reversíveis e do contrato de concessão