Notícias da categroia

Balanço

O resultado operacional divulgado por empresas de capital aberto do setor de telecomunicações e TICs

Operação brasileira performou acima da média, mas não o suficiente para evitar perda de receita de 17,1%.

E fala sobre acordo resultante do episódio da RioForte, afirmando ter sido o melhor a que se podia chegar.

O Conselho de Administração da companhia reafirmou a aposta nas atividades no Brasil e informou que prossegue com a “análise profunda das opções estratégicas” no país.

Sobre participação no leilão da 4G, Zeinal Bava disse que participação da companhia será definida após publicação do edital.

O lucro líquido diminuiu 5,2% em relação ao segundo trimestre de 2013. O EBITDA cresceu, atingindo R$ 1,331 bilhão. Companhia terminou junho com base de 74,2 milhões de linhas, 30,2 milhões de usuários da rede 3G e 990 mil da 4G.

Receita foi de US$ 50,7 bilhões, menor 8,9% em relação ao resultado do segundo trimestre de 2013.

Companhia reduz projeções de vendas e receita em comunicações para o ano.

Operadora espanhola, controladora da Telefônica Vivo no Brasil, teve lucro de 1,21 bilhão de euros, 4,9% maior na comparação ano a ano.

Resultado indica execução de 45,3% do total de aplicações da estatal previsto para 2014, de R$ 521,5 milhões.

Faturamento com publicidade mais que dobrou graças aos ganhos com anúncios na versão mobile.