Capital de SP desliga TV analógica nesta quarta, mas 4G só ocupa a faixa em 2018


Conforme a Seja Digital, 95% dos lares da região metropolitana de SP estarão prontos para captar o sinal digital de TV a partir desta quarta. Mas as operadoras de celular terão que esperar o desligamento de outras cidades paulistas antes de ocupar o espectro de 700 MHz

shutterstock_ Sergey Nivens_TV_filme

A reunião do Gired (grupo que administra a transição da TV analógica para a digital) confirmou hoje, 28, que poderão ser desligadas amanhã, 29, as 44 geradoras e retransmissoras de TV analógicas instaladas na região metropolitana de São Paulo. A pesquisa promovida pela Seja Digital (a EAD, empresa que financia essa transição) apontou que 92% dos 7 milhões dos domicílios afetados estão prontos para receber os sinais digitais. Segundo Antonio Carlos Marteletto, presidente da empresa, se forem consideradas residências com outras tecnologias, também aptas a receber os sinais digitais de TV, esse percentual sobe para 95%.

Mas ainda há muito trabalho a ser feito para garantir que 100% da população tenha acesso à essa nova TV aberta. Isso porque, apenas 55% das famílias beneficiárias tinham recebido o Kit gratuito – conversor e antena de TV. Por isso, conforme o executivo, a empresa continuará a distribuir os equipamentos por pelo menos mais 45 dias. “Estamos ampliando a capacidade de entrega para 200 mil kits a partir de hoje e durante toda a semana”, afirmou.

PUBLICIDADE

Segundo Marteletto, foi ampliado de 1,8 milhão de famílias para 2 milhões de famílias que têm direito aos equipamentos gratuitos na região paulistana. Em sua avaliação, a alta digitalização da cidade de São Paulo se deve à grande exposição do tema, à credibilidade do processo e à aprendizagem com as experiências passadas (o desligamento já ocorreu em Rio Verde e no Distrito Federal).

LTE

O desligamento das TVs em São Paulo não irá trazer, de imediato, melhor qualidade da 4G, pois a ocupação da frequência de 700 MHz pela tecnologia de LTE do celular só irá ocorrer em meados de 2018. Conforme as regras do governo, as operadoras de celular só poderão ocupar essa faixa depois que outras cidades próximas também tiverem os sinais de TV desligados, o que irá ocorrer em setembro deste ano. Depois do desligamento, ainda são necessários alguns meses para a mitigação (instalação de filtros para evitar a interferência do celular no sinal de TV).

No Distrito Federal, que teve os sinais de TV desligados em novembro do ano passado, somente no final de abril deste ano é que o espectro estará liberado para  uso das operadoras de celular.

Anterior Primeiro satélite lançado por foguete reutilizável entra em órbita nesta semana
Próximos Ericsson reestrutura operações no mundo