Caixa da Oi cai a R$ 4,85 bilhões em abril


A Oi apresentou queima de caixa em abril. Conforme relatório do administrador judicial da companhia, escritório Arnoldo Wald, as seis empresas do grupo registraram perdas de R$ 743 milhões. Com isso, o saldo remanescente em caixa passou a R$ 4,85 bilhões. Ao final das contas, a empresa apresentou redução de 13,3% no caixa em relação a março.

Esses números, é bom lembrar, não se referem a todo o grupo Oi, mas às sete empresas que fazem parte da recuperação judicial e são responsáveis por quase a totalidade das receitas e despesas. No caso, são Oi S.A., Telemar Norte Leste, Coopart4 e 5, Oi Coop, Oi Móvel e PTIF.

PUBLICIDADE

O documento foi publicado nesta semana, na CVM. Ele aponta que a companhia teve recebimentos (receita) de R$ 1,99 bilhão, redução de 3,5% em relação a março. Os pagamentos (despesas) somaram R$ 2,10 bilhões, alta de 26,3% sobre o mês anterior. A empresa teve também ganhos financeiros de R$ 31 milhões em abril.

Ao todo, a Oi fez aportes de R$ 660 milhões, 4,8% menos que em março. Segundo a companhia, o resultado está dentro do plano estratégico de aceleração de investimentos em fibra óptica e ampliação da rede móvel.

O alto capex, associado a cobranças de tributos e distribuição de participação nos resultados entre os funcionários, conforme convenção trabalhista, pressionaram as despesas, levando à queima do caixa no mês.

Anterior Telefônica Brasil vai distribuir R$ 900 milhões em juros sobre capital
Próximos Data center da ODATA vai agregar ponto de presença da Seaborn