Cai em 22% número de reclamações na Anatel em um ano


shutterstock_wavebreakmedia_consumidor_telefonia_fixa_operadorasAs reclamações dos consumidores registradas nos canais de atendimento da Anatel, entre eles o call center e a internet, caíram no mês de fevereiro, em relação ao mês anterior. No mês de fevereiro, a Agência registrou um total de 270 mil reclamações, volume 18% inferior ao registrado no mês anterior e 22% abaixo do registrado no mês de fevereiro de 2016. O feriado de Carnaval, no mês em questão foi um evento que impactou no resultado.

O problema mais comum apontado pelos usuários foi cobrança do serviço móvel pessoal pós-pago, que representou 51,68% do total das reclamações. Em seguida estão as reclamações quanto a crédito pré-pago com 51,07%. Outras modalidades bastante reclamadas foram: qualidade, funcionamento e reparo da telefonia móvel (48,48%), cobrança de TV por assinatura (44,63%) e cobrança da telefonia fixa (37,02%).

A modalidade de serviços mais reclamada foi relacionada à telefonia móvel pós-paga que recebeu 33,94% do total de reclamações (91.172 queixas). Em seguida, cerca de 23,53% (63.219 reclamações) reclamaram dos serviços de telefonia fixa; 15,66% (42.075 reclamações) foram sobre o serviço de banda larga fixa; 13,96% (37.503 reclamações) reclamaram da telefonia móvel pré-paga e 12,90% (34.656 reclamações) da TV por assinatura.

No mês de fevereiro, a empresa que mais recebeu reclamações foi a Oi com 74.905 queixas, em seguida ficou a Vivo com 68.135 reclamações, a TIM com 42.839 queixas, a Claro com 33.670 reclamações, a NET com 24.469 queixas, a Sky com 13.070 reclamações, a Nextel com 8.645 reclamações, a Algar com 775 queixas e por último a Sercomtel com 67 reclamações. A respeito de TV por assinatura, a Anatel recebeu 2.144 queixas contra a Sky e 11.045 reclamações quanto a NET.

A Oi tem apresentado melhora em seus totais de registro. Em fevereiro de 2017 a Anatel registrou 34.874 reclamações quanto à telefonia fixa da operadora, o que significou uma queda de 13,5% em relação a janeiro de 2017 e 39% em relação a fevereiro de 2016.

A Anatel atende consumidores insatisfeitos através de uma central de atendimento telefônico, cujo número é 1331. Pessoas com deficiência auditiva ou da fala devem ligar para 1332 de qualquer telefone adaptado. A agência também recebe demandas pelo aplicativo “Anatel Consumidor”, e pelo “Fale Conosco”, serviço disponível no site da autarquia. Outra opção para efetuar reclamações é ir a uma das cedes estaduais, localizadas nas capitais dos estados.

A agência lembra que, antes de reclamar na Anatel, o consumidor deve, primeiro tentar  resolver o problema pelos canais de relacionamento da própria prestadora. A agência deve ser procurada caso a prestadora não resolva a situação. Neste caso, pede que consumidor informe números de protocolos de atendimento informados para ajudar na solução das questões.

Anterior Positivo informática volta ao lucro em 2016
Próximos Nokia redefine estrutura corporativa