CAE adia votação da privatização dos Correios


Votação do PL 591/21 é adiada no Senado Crédito: Freepik
Votação do PL 591/21 é adiada no Senado Crédito: Freepik

O relator Márcio Bittar (PSL-AC) mudou seu parecer sobre a proposta de privatização dos Correios, e a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado adiou, mais uma vez, a votação do projeto de lei (PL 591/21) prevista para a reunião da comissão nesta terça-feira, 9. A alteração fez com que o presidente do colegiado, senador Otto Alencar (PSD-BA), concedesse vista coletiva da matéria.

A mudança proposta por Bittar é a inclusão de um dispositivo no texto para proibir o fechamento de agências dos Correios, pelo prazo de 60 meses após a privatização, em municípios da Amazônia Legal com menos de 15 mil habitantes.

PUBLICIDADE

Se o Senado modificar o texto aprovado em agosto pela Câmara, o projeto volta para a análise dos deputados.
Ainda não há uma nova data para a votação do parecer. A próxima reunião do colegiado será na próxima terça-feira, 16.

Privatização dos Correios

A venda dos Correios faz parte do programa de privatizações do governo federal, que avançou menos do se esperava. O interesse na privatização é tão grande que, em fevereiro, Bolsonaro entregou pessoalmente a proposta ao Congresso, acompanhado dos ministros das Comunicações, Fábio Faria, e da Economia, Paulo Guedes.

PUBLICIDADE
Anterior Baigorri defende punição severa à Fly Link, pela desistência ao leilão do 5G
Próximos Embratel constrói data centers edge. Meta é chegar a 12 ao final de 2022