Cade vai ampliar diligências para julgar compra da Fox pela Disney


O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) determinou a realização de diligências complementares para subsidiar a análise da compra da Fox pela Disney. A justificativa é a complexidade da operação, que, na avaliação preliminar, aponta para um aumento substantivo do market share das empresas, e da própria concentração do mercado como um todo. Os problemas foram verificados principalmente nos mercados de distribuição de canais esportivos de TV por assinatura e de distribuição de filmes para exibição cinematográfica.

Segundo nota técnica da Superintendência-Geral do órgão antitruste, os valores alcançados podem afetar negativamente as condições de rivalidade, demandando maior aprofundamento da análise. A operação foi concluída no final do ano passado e envolveu valores acima de US$ 52 bilhões.

De acordo com a nota técnica, não está suficientemente clara a pressão competitiva que a aquisição pode exercer atualmente por outras plataformas, especialmente as digitais (como Google e Facebook), na distribuição de conteúdo audiovisual. Avalia ainda que há carência de elementos demonstrativos das potenciais eficiências advindas da operação, inclusive no que tange ao seu potencial repasse aos consumidores.

PUBLICIDADE

Nas diligências complementares as empresas envolvidas na operação poderão apresentar novas informações que contribuam para a análise do caso. Porém, não houve aumento do prazo para conclusão do parecer nesse momento.

Anterior IoT: Furukawa cria unidade para atender indústria 4.0
Próximos EDP desenvolve projeto para resolver problema dos postes