Cade aprova parceria entre Equinix e investidor de Cingapura


Equinix

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a criação de joint venture entre o investidor GICRE, uma empresa holding sediada em Cingapura, e a Equinix, empresa global que atua em infraestrutura digital, para construção de data centers, sendo dois no Brasil. A operação também se encontra sujeita à aprovação da Alemanha, Espanha, Itália, Indonésia e Polônia. 

PUBLICIDADE

O Grupo GIC Realty atua em diversos investimentos especificamente no mercado imobiliário brasileiro. Já a Equinix atua no segmento de infraestrutura de data centers. A JV é um co-investimento, onde o Investidor GICRE cederá imóveis de sua propriedade para construção e operação de data centers. Por sua vez, a Equinix administrará e desenvolverá o negócio, usando a expertise de construção, operação, vendas e marketing, bem como sua marca consolidada. 

Segundo a análise da Superintendência-Geral do órgão antitruste, apenas a Equinix possui atuação no mercado de data centers. Como o Investidor GICRE não possui investimento em segmentos horizontal ou verticalmente relacionados, pode-se classificar a operação como uma joint-venture clássica e, embora a Equinix já tenha atuação no mercado, a operação geraria um aumento de oferta no ramo de data center. 

“Diante desses elementos, à guisa de conclusão, entende-se ser a operação proposta incapaz de alterar a estrutura do mercado nacional de prestação de serviços de data center e recomenda-se, pois, a sua aprovação, sem restrições, por esta SG”, disse o órgão, E sugeriu a adoção de procedimento sumário, ou seja, sem necessidade de passar pelo tribunal do Cade. O Grupo GIC também é investidor da Algar Telecom.

PUBLICIDADE
Anterior Estudo detalha problemas na privatização do Serpro
Próximos Facebook vai ressarcir usuária por conta do Whatsapp clonada