Cabo submarino BRUSA será concluído até julho


BRUSA cabo submarino telefonica brasil eua

O cabo submarino BRUSA será terminado até meados do ano. A infraestrutura pertence à Telxius, subsidiária da Telefónica, e conectará Rio de Janeiro e Fortaleza (Brasil) a San Juan (Poto Rico) e Virginia Beach (Estados Unidos).

Com 11 mil km de extensão, terá oito pares de fibras ópticas. Quando anunciado em 2016, previa-se capacidade de 135 x 100 Gbps por par de fibra.

PUBLICIDADE

Nesta semana, a Telxius anunciou parceria com a provedora de data center Equinix. Pelo acordo, as empresas vão investir em inovações na landing station (a estação onde o cabo chega do oceano) de Virginia Beach. Ali também chegará o cabo Marea, construído por Telxius juntamente com Google e Facebook, ligando América do Norte à Europa.

Os cabos serão conectados a um backhaul terminando em um data center de alta capacidade que também opera como ponto internacional de troca de tráfego, o DC2, localizado em Washington.

“Este design para landing stations conectará com eficiência o data center e a rota submarina, abrindo a porta para crescimento mais rápido das taxas de banda usadas”, afirma Rafael Arranz, COO da Telxius.

A Equinix também ficará encarregada de negociar serviços e capacidade do BRUSA nos EUA. Já a Telxius passa a ter pontos de presença nos data centers da Equinix, inclusive em cinco unidades localizadas no Brasil.

Apenas em 2018, 20 cabos submarinos vão entrar em operação no mundo. Destes, dois contam com a participação do Grupo Telefónica.

Anterior Adaptação das frequências de SME para SMP da Nextel caiu para R$ 120 milhões
Próximos Cisco suspende publicidade no Youtube