BTG Pactual e Oi anunciam parceria em soluções financeiras para PMEs


Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

A Oi e o banco BTG Pactual anunciaram hoje, 31, parceria no segmento financeiro para atender PMEs. A partir de agora, clientes do Oi Seu Negócio, segmento da operadora voltado para micro e pequenas empresas, poderão contratar crédito e conta digital do BTG Pactual Empresas.

Pelo acordo, clientes PMEs do Oi Seu Negócio terão acesso a linhas de antecipação de recebíveis de cartão, com possibilidade de receber no mesmo dia, fornecidas pelo BTG Pactual. A parceria também inclui linhas de capital de giro. A conta digital PJ não tem custo de abertura nem taxa de manutenção, dizem as empresas, com processo de abertura 100% digital. Por ela, explicam, é possível realizar pagamento de impostos, folha de pagamento, emissão online de boletos e transferências via PIX.

PUBLICIDADE

“Entendemos que a concessão de crédito de forma fácil e sem burocracia será um grande diferencial no atendimento desse mercado”, afirma Roberto Guenzburger, diretor de Consumidor e Empresarial da Oi.

Segundo Gabriel Motomura, sócio do BTG Pactual e Co-Head do BTG Pactual Empresas, a parceria ajuda a reduzir a burocracia para o cliente PME que busca crédito.

O acordo entre Oi e BTG vem se juntar a outras iniciativas das operadoras de telecomunicações no mercado financeiro. A Vivo, por exemplo, tem há dois anos o Vivo Money, produto de empréstimos no varejo, mas ainda com pouco uso, que aos poucos vem ganhando novas funções, como ajudar nas vendas de smartphones pela companhia. Para tanto, contrata uma solução whitelabel de terceiro, a fim de utilizar marca própria.

A Claro (América Móvil) foi pelo caminho da criação de sua própria instituição financeira para lançar o serviço bancário Claro Pay em 2021. A TIM preferiu o caminho da participação societária, fechando contrato de direito de aquisição de parte do banco C6, conforme consiga atender metas de levar assinantes para a fintech. E Algar anunciou tmabém recentemente sua parceria do tipo no segmento.

O BTG já é parceiro antigo da Oi. Fundos geridos pelo banco, por exemplo, arremataram o controle da Infraco (V.tal), no processo de recuperação judicial pelo qual passa a operadora. A transação foi aprovada pelas autoridades (Cade e Anatel), e está em vias de ser concluída nos próximos dias. A Oi receberá R$ 12,9 bilhões por 57,9% do capital da V.tal.

PUBLICIDADE
Anterior Consulta sobre financiamento de redes vai até o dia 17
Próximos TIM adota solução eSIM da IDEMIA para atender mercado IoT no Brasil