Britânicos estudam regular Google e Facebook como empresas de mídia


shutterstock_Owen Fitzpatrick_radiodifusao_conteudo_antena

O governo do Reino Unido estuda inserir o Google e o Facebook nas mesmas regras válidas para empresas de mídia. A medida, ainda em análise, seria tomada porque essas plataformas avançam sobre a distribuição de conteúdo e já são as principais responsáveis pelo consumo de notícias no país.

Se a mudança legal acontecer, as empresas de tecnologia poderão ser responsabilizadas pela disseminação de notícias falsas, por exemplo. A regulação deve ser publicada junto com um conjunto de normas para balizar o comportamento de empresas e cidadãos na internet.

PUBLICIDADE

“Parte desse trabalho é observar o papel, a responsabilidade e o status legal das grandes plataformas de internet”, falou um porta-voz do governo à Reuters. Thereza May, primeira ministra do Reino Unido, se elegeu tendo entre suas promessa a criação de uma lei que proteja usuários, gere oportunidades, mas também obrigações a empresas que exploram o mercado digital. (Com agências internacionais)

Anterior Comissão do Senado aprova indicação de conselheiro da Ancine
Próximos Anatel publica súmula sobre petições extemporâneas