Brisanet vai investir R$ 600 milhões em 2022


A operadora nordestina Brisanet vai investir R$ 600 milhões neste ano de 2022. O plano prevê aporte de R$ 300 milhões na infraestrutura de rede de fibra óptica, R$ 225 milhões para a expansão da base de clientes e R$ 75 milhões para a manutenção da base de clientes.

PUBLICIDADE

Os números foram aprovados pelo acionistas em assembleia realizada ontem, 26. A maior parte do dinheiro a ser investido vem do caixa da companhia. Serão R$ 598,4 milhões aportados oriundos de recursos próprios. O restante, R$ 1,6 milhão, se refere à parcela retida do lucro líquido de 2021, uma obrigação legal.

Na assembleia, os acionistas decidiram distribuir o mínimo determinado no estatuto social, equivalente a 25% do lucro do ano. A empresa registrou lucro de R$ 2,24 milhões em 2021, logo, vai pagar R$ 532 mil em dividendos. A distribuição acontecerá em 31 de maio, e vai remunerar R$ 0,001185251 por ação. A data ex estipulada foi 26 de abril.

Os acionistas aprovaram ainda a alteração no capital social descrito no estatuto social, para refletir o início da comercialização dos papéis na B3. Assim, o capital social foi alterado de R$ 71,85 milhões para R$ 1,32 bilhão. A alteração não gera efeito econômico para a empresa.

Leilão da Anatel

A Brisanet foi uma das compradoras de espectro regional licitado pela Anatel em novembro último. As frequências adquiridas foram em 3,5 GHz e 2,3 GHz no Nordeste, e de 3,5 GHz no Centro-Oeste. Serão utilizadas para a implantação da rede celular da companhia. A companhia arrematou as faixas com lances que totalizaram R$ 1,46 bilhão.

O modelo do leilão, no entanto, não prevê pagamento ao Tesouro, mas transformação da maior parte do lance em compromissos de investimento em infraestrutura que, conforme a Brisanet, já seria feito de qualquer forma. O desembolso destinado ao Tesouro será de R$ 168,3 milhões, parcelados em 20 anos.

Os recursos próprios da empresa a serem utilizados na expansão são provenientes de emissões realizadas de debêntures incentivadas e da abertura de capital. Segundo estimativas da consultoria XP Investimentos, a partir de 2023 a Brisanet precisará elevar o Capex para R$ 1,3 bilhão para fazer frente às necessidades de crescimento e combater o avanço de rivais.

PUBLICIDADE
Anterior YouTube vai moderar vídeos privados, comentários e títulos nas eleições
Próximos Governo diz que programa "Brasil Semicondutores" sai em junho