Brasil TecPar compra a Intnet e passa a atuar no Rio de Janeiro


O grupo Brasil TecPar anunciou, nesta quarta-feira,7, a aquisição da Intnet, provedor que atua na região dos Lagos no Rio de Janeiro. Essa é a sétima aquisição apenas neste ano, sendo uma delas um data center em Joinville (SC). Nos últimos cinco anos, foram mais de 30 consolidações realizadas pelo grupo gaúcho, que pretende chegar até 2023, com mais de 1 milhão de serviços recorrentes para clientes residenciais e empresas. 

A Intnet atua há mais de 20 anos em Araruama, Saquarema e Rio Bonito, possui 40 mil clientes, que são atendidos por fibra óptica. O provedor continuará sob o comando de Matheus Almeida, que agora faz parte do quadro da Brasil TecPar, que agrega as subsidiárias Ávato Tecnologia e Amigo Internet. 

PUBLICIDADE

Segundo o Chief Operating Officer (COO) do Grupo Brasil TecPar, Magnum Mello Foletto, atualmente o grupo tem 140 mil clientes residenciais e 5 mil corporativos (B2B). “Até o final do ano, esse número deve chegar a 200 mil”, disse. Para isso, a empresa deverá comprar novas operações nas regiões Sul e Sudeste, além de investimento no crescimento orgânico. 

Um dos planos do grupo em andamento é o aporte de recursos por meio de um fundo de investimento, lançamento de debêntures e, para 2023, realização de oferta pública de ação (IPO, na sigla em inglês). “Atualmente, estamos conversando com diversos fundos”, afirmou Foletto. 

Resultados 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“No fim do ano de 2020, registramos um aumento de 45% na receita bruta e um incremento de aproximadamente 10% na margem EBITDA. Nossa Companhia demonstrou extrema resiliência para atravessar o pior da crise. Também conseguimos ajudar nossos clientes, parceiros e sociedade a atravessá-la da melhor forma possível”, afirmou o COO. 

Com a formação do funding, seja pelo acréscimo de recursos por sócio investidor ou pela emissão de debêntures, 70% dos investimentos serão usados para aquisição de novos ISPs e 30%, na expansão da rede, disse Foletto, 

Esta última aquisição contou com a assessoria da Prosper Capital, que apoiou no mapeamento de aderência baseada no histórico da Intnet e os objetivos da Brasil TecPar. 

Anterior Oi economizou R$ 45 milhões em 2020 com reúso de modems e decoders
Próximos MCom diz que incluir obrigação de cobertura a escolas no edital 5G atrasaria o leilão