Brasil melhora em ranking de banda larga fixa e móvel


brasil mapa 2O Brasil melhorou um pouco no ranking mundial de penetração da banda larga fixa, feito pela União Internacional de Telecomunicações (UIT) e divulgado hoje, 15. O país subiu uma posição, passando a 75º lugar, com 12,24% da população com acesso fixo. Ano passado, estava em 76º, com 11,5%. O topo da lista continua ocupada por Mônaco, onde 47,47% da população tem a conexão fixa.

Dos vizinhos sul-americanos, Argentina, Uruguai, e Chile ficaram à frente. O Uruguai é o mais bem colocado, com 26,27% de penetração, mantendo a mesma posição (41º). A Argentina tem 16,08% (63º, subindo dois degraus), e o Chile, 15,17% (68º, subindo um degrau). O ranking lista 187 país, o mais mal colocado é o Haiti, onde a banda larga é praticamente inexistente.

Na banda larga móvel, o Brasil ocupava em 2015, o 24º lugar do ranking da UIT, com penetração de 88,62%, melhorando três posições e crescendo quase 10 pontos percentuais. No topo da lista, houve mudanças. A Finlândia passou a ser o primeiro, com 144% de penetração, e Singapura o segundo, com 142%. Em 2014, Macao era o primeiro, Singapura o segundo, Kuwait o terceiro e a Finlândia era o quarto.

PUBLICIDADE

Entre os vizinhos da América do Sul, nenhum país supera o Brasil em conectividade de banda larga móvel. O mais bem colocado é o Uruguai, em 32º, com taxa de penetração de 77,71%. A Argentina (49º) tem taxa de 67,3%, e o Chile (64%), de 57,61%.

Em termos de penetração de internet, o Brasil caiu duas posições no ranking dos países em desenvolvimento. De 138 listados, o país fica em 34º, com 54,5%. Atrás de Uruguai (27º, 59,73%), Chile (28º, 59,7%) e Argentina (33º, 55,52%), que também perderam colocações. O relatório completo, em inglês, pode ser lido aqui.

Anterior LTE será usado por até 5,6 bilhões de pessoas em 2022
Próximos Anatel afirma que cessão de andar ao MCTIC é legal