Brasil fica em 2º lugar em crescimento de banda larga no 2º tri


A banda larga cresceu 5,13% no Brasil no segundo trimestre de 2011, atrás apenas da Índia, que registrou alta de 6,68% no período na comparação com os primeiros três meses do ano, segundo dados da consultoria Point Topic, divulgados nesta quarta-feira (28) duranto o Fórum Mundial de Banda Larga, em Paris. No mundo, 29 milhões de assinantes de banda larga foram adicionados no primeiro semestre, totalizando 557,8 milhões de usuários, com o grupo dos quatro maiores países emergentes, Brasil, Rússia, Índia e China (os chamados Brics), liderando o crescimento.

Os mercados asiáticos representaram 55,5% do número total de novos assinantes deste ano, com destaque para a China. O continente também registrou um crescimento significativo em assinantes de IPTV – serviços de televisão que dependem de conexão à internet –, e deve superar a Europa em número de clientes até 2012. No total, já são mais de 50 milhões de assinantes de IPTV no mundo, o que representa 9,2% dos domicílios com acesso à banda larga.

Os serviços de IPTV têm maior penetração na França, onde mais de 50% dos domicílios, ou  11,05 milhões de assinantes, conectam seus televisores à internet. Já a China conta com 10,5 milhões de usuários de IPTV, mas apenas 7,6% de penetração. As informações são do site Telecoms.com.

PUBLICIDADE

No início do mês, a Point Topic divulgou dados comparando os preços dos serviços de banda larga de diferentes países. O Quênia liderou o ranking, com 12 meses de assinatura de banda larga equivalendo a 79,25% da renda per capita do país. Já no Brasil, a tarifa média representa 2,7% da renda per capita, ante 4,88% na Índia e 0,6% na França. (Da redação)

Anterior Valente defende rediscussão da licitação da faixa de 2,5 GHz
Próximos Tablet da Amazon é lançado por menos da metade do preço do iPad