PORTAL DE TELECOM, INTERNET E TIC

Negócios DMI

Botmaker leva chatbots a pequenas e médias empresas

Universidades, escolas e cursos de especialização, clínicas médicas e hospitais, construtoras e imobiliárias têm aderido ao atendimento via chatbots.
Botmaker leva chatbots a pequenas e médias empresas - Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

A utilização de chatbots geralmente era identificada por empresas de grande porte, mas graças ao avanço da transformação digital, hoje já é possível impulsionar negócios de todos os portes e tipos de atividades por meio do uso de bots de conversação. Esta novidade nos últimos anos tem sido adotada especialmente pelas Pequenas e Médias Empresas (PMEs), e já se destaca como uma solução importante no planejamento de negócios destas companhias e que surpreende pela excelente relação custo-benefício.

A Botmaker, empresa especializada no desenvolvimento de bots, presente no Brasil, Argentina, Colômbia, México e Chile, fornece inteligência artificial por meio de chatbots para todos os tipos de empresa e oferta serviços para automatização de demandas relacionadas ao suporte interno e externo como também às vendas. Já em relação aos custos, os chatbots são disponibilizados com um valor relativamente baixo e fornecem alta performance para atendimento aos clientes, sendo uma virada de chave para negócios que procuram por esses benefícios.

“A boa experiência em vendas levou muitas PMEs a utilizar bots em outros departamentos como os de marketing, financeiro, jurídico e compras. Nesse caso, o intuito tem sido melhorar a gestão, já que o dashboard da plataforma integra as informações de todos os canais e departamentos. Essa base de dados permite à empresa monitorar seu desempenho com rapidez e precisão, identificando possíveis pontos críticos nos processos operacionais, afirma Alfredo Bitencourt, Head de Vendas da Botmaker no Brasil.

Segundo ele, escolas, universidades e cursos de especialização, clínicas médicas e hospitais, construtoras e imobiliárias são alguns dos tipos de empresas que têm aderido ao atendimento via chatbots.

Além disso, de acordo com a empresa, a implantação dos serviços da Botmaker tem mudado o cenário de pequenas e médias empresas por organizar o fluxo de atendimentos, possibilitar o auxílio de um público maior e oferecer respostas assertivas e rápidas. Essas questões fortalecem a eficácia do aumento de vendas e satisfação, que muitas vezes eram prejudicadas pela falta de apoio e informações corretas ao longo das etapas de compra do consumidor.

Outro ponto positivo ressaltado pela Botmaker é que o salto tecnológico cria disponibilidade para que os funcionários possam cuidar de temas críticos e os robôs sejam dedicados a temas mais simples, que podem ser escaláveis.

“A tendência é o uso de chatbots crescer cada vez mais entre as pequenas e médias, tanto em número de empresas quanto na variedade de aplicações. Entre inúmeros avanços trazidos pela automação digital, os bots são um dos recursos mais vantajosos para organizações que miram a alta performance a partir de uma estrutura compacta. Eles reforçam dois diferenciais que estão no DNA desse segmento, a agilidade e a flexibilidade, acelerando negócios e resultados”, finaliza Bitencourt.

(com assessoria)

TEMAS RELACIONADOS

ARTIGOS SUGERIDOS



 

Demanda por DWDM cresce e Multi PRO | ZTE amplia portfólio.
Além do DCI ZXONE – 7000 C2D produto lançado recentemente, a marca trará atualizações para equipamentos que já estão no mercado