Bitcoin cai abaixo dos US$ 10 mil,metade da maior cotação


shutterstock_ igor_stevanovic_bitcoinO bitcoin caiu mais 12% nesta quarta-feira, 17, para quase a metade do seu preço máximo alcançado no final do ano passado. Os investidores estão temerosos de que os reguladores dos bancos centrais venham a restringir a instável moeda virtual. O preço do bitcoin, a maior e mais conhecida criptomoeda mundial, caiu abaixo do patamar dos US$ 10 mil, o menor valor desde 1º de dezembro.

A moeda digital atingiu o valor máximo de quase US$ 20 mil em dezembro –e, de fato, superou esse patamar em algumas bolsas–, mas desde então vem sofrendo com grandes vendas. Outras criptomoedas recuaram ainda mais.

PUBLICIDADE

A preocupação dos investidores tem razão de ser. A Ásia, onde a moeda virtual foi tão bem acolhida e comercializada, já dá sinais dde dúvidas sobre seu futuro. |O governo da Coreia do Sul, terceiro país do mundo com maior volume de intercâmbio em divisas virtuais, alertou recentemente que poderia proibir o comércio de bitcoins. Segundo pesquisa recente, um de cada dez sul coreanos já investiu nesse ativo.

Na China, as autoridades também vem ampliando seu tom de resistência à moeda virtual. A esses países se somam vozes dos reguladores da Europa e mesmo das Américas. Há muitas dúvidas se as criptomoedas podem continuar existindo sem regulamentação. No meio de tantos rumores, nada mais normal do que a reação do mercado. (Com noticiário internacional).

Anterior O que o consumidor quer das operadoras móveis?
Próximos "O TAC da Telefônica pode gerar desequilíbrio competitivo no mercado", diz CEO da Claro