Banda larga fixa recua 1,4% em fevereiro


Prestadoras de pequeno porte perderam 306 mil assinantes e as grandes, 211,7 mil no mês. ISPs, juntos, concentram maior base de clientes, com 13,6 milhões de acessos. Claro vem em seguida, com 9,5 milhões. A Vivo tem 6,3 milhões.

fiber optics background 3d image

A banda larga fixa voltou a cair em fevereiro deste ano ante o mês anterior. O número de acessos ficou em 35,7 milhões, 1,4% a menos que os 36 milhões registrados em janeiro. As prestadoras de pequeno porte (ISPs) perderam quase 306 mil assinantes no mês, enquanto as grandes tiveram 211,7 mil contratos cancelados. A maioria dos acessos (24,8 milhões) já usa velocidade acima de 34 Mbps. 

Porém, na comparação anual, o ganho chega a 7,2%, de acordo com os números coletados pela Anatel. A tecnologia predominante é a fibra óptica, que está presente em 16,8 milhões de acessos. Em queda, cabo coaxial é usado em 9,4 milhões de contratos e o cabo metálico, em 5,9 milhões. A tecnologia LTE não passa de 200,4 mil e por satélite, 309 mil. 

PUBLICIDADE

A Claro continua liderando o mercado com 9,5 milhões de assinantes. A Vivo tem 6,3 milhões de clientes e a Oi, 5,1 milhões. A TIM chegou a 661 mil contratos em fevereiro. Juntas, as prestadoras de pequeno porte somam 13,6 milhões de acessos. 

Anterior Vikstar paga salários pendentes
Próximos Acessos móveis crescem 1% em fevereiro e 5,3% em um ano