Banda larga em fibra cresce 58% na Região Sul em um ano


Crédito: TV.Síntese

Os estados da região Sul fecharam 2021 com 8 milhões dos 41,4 milhões de acessos em banda larga fixa contabilizados no país. Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul adicionaram 978,7 mil usuários em 12 meses, com crescimento de 12,11%.

Na região, os números de acessos em fibra e em alta velocidade cresceram 57,98% e 72,11%, respectivamente, em 2021. E ainda foram observados 1,3 milhão de acessos não notificados, como aponta o relatório ISP Quem é Quem na região Sul, elaborado pela consultoria Futurion em parceria com a Momento Editorial.

PUBLICIDADE

“Apesar desses números significativos, a região Sul deve demandar até 2026, até 14,02 milhões de novas conexões”, afirmou o presidente da Futurion, Caio Bonilha, em apresentação dos resultados do levantamento no INOVAtic Sul, nesta terça-feira, 5. Segundo ele, as consolidações vão facilitar esse crescimento.

Sobre a queda da avaliação dos preços dos ISPs, Bonilha entende que houve uma supervalorização nos IPOs da Desktop, Brisanet e Unifique, e agora a métrica estabelecida está levando a valores mais próximos da realidade. “Tanto é assim, que as ações das empresas já listadas na bolsa caíram”, disse.

Bonilha acredita que as fronteiras agrícolas vão contribuir em muito para a ampliação das conexões e a disseminação da Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês).

Avanços

De acordo com o estudo apresentado, as grandes operadoras ainda lideram o market share das conexões de banda larga no Sul, com 45% de participação (3,6 milhões). Mas estão perdendo clientes para ISPs e empresas competitivas, 21 ao todo que em 2021 cresceram 31,62% para 1,2 milhões de acessos.

Já os 1.131 provedores regionais registraram crescimento de 23% nos acessos banda larga na região, passando de 2,4 milhões de conexões em dezembro de 2020 para 3,1 milhões em dezembro de 2021. Outros 46,7 mil acessos da região vêm das empresas de satélites.

PUBLICIDADE
Anterior Anatel pode arbitrar cobrança adicional da Enel
Próximos Para especialistas, ISPs e redes devem agregar produto para incrementar receita