Band e Sercomtel: conteúdo para TV por internet e celular


A Sercomtel Internet e a TV Tarobá (afiliada da Rede Bandeirantes) assinam nesta sexta-feira, 7, acordo operacional para a oferta do conteúdo da emissora de televisão em tempo real pela Internet.   Segundo o presidente da Sercomtel Internet, João Rezende, a transmissão de sinal da Tarobá via Internet vem ao encontro da estratégia do provedor …

A Sercomtel Internet e a TV Tarobá (afiliada da Rede Bandeirantes) assinam nesta sexta-feira, 7, acordo operacional para a oferta do conteúdo da emissora de televisão em tempo real pela Internet.  

Segundo o presidente da Sercomtel Internet, João Rezende, a transmissão de sinal da Tarobá via Internet vem ao encontro da estratégia do provedor em aumentar a oferta de conteúdo local. “É um diferencial a mais que colocamos à disposição dos assinantes da Sercomtel Internet e de qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo, que se interessa pelo que acontece em Londrina”, afirma.

Para o diretor da TV Tarobá, Éverton Muffato, o acordo diversifica a distribuição do conteúdo da emissora em outra plataforma, a Internet. “Produzimos pelo menos cinco horas de programação local. No momento em que se fala em convergência tecnológica, estamos unindo as competências com a Sercomtel Internet  para disponibilizar nosso conteúdo ao mundo todo ”, salienta.  

PUBLICIDADE

A Sercomtel Internet vai receber o sinal da emissora de televisão, codificar e fazer a compressão dos dados em formato e tamanho compatíveis para o tráfego na Internet. A qualidade da imagem da Tarobá no computador do usuário final, no entanto, vai depender da disponibilidade de banda contratada no acesso à Internet.

Video on demand e TV pelo celular
Segundo João Rezende, a parceria com a TV Tarobá é um projeto inédito para o provedor e ainda embrionário de IPTV, o sistema de transmissão de sinal de TV em alta velocidade usando protocolo de Internet – IP.  A evolução desse sistema se dará com a oferta de  vídeo on demand  (VoD ou video sob demanda), exclusivamente para compra por assinantes de acessos banda larga do provedor londrinense. Em 120 dias a Sercomtel Internet e a TV Tarobá querem aperfeiçoar a capacidade técnica e detalhar um modelo de negócios para oferecer comercialmente o serviço de vídeo on demand.

Segundo Muffato, a emissora deve começar ofertando os telejornais Tarobá 1ª e 2ª edições. “O usuário vai poder buscar no próprio computador e assistir quando quiser pela Internet os programas que ele não pôde ver na hora em que foram ao ar pela televisão”, afirma o executivo.

De acordo com a empresa, a transmissão de TV pela Internet abre as possibilidades para uma enorme quantidade de conteúdo. Como exemplo, a produção de uma grade de programas para exibição exclusiva pela Internet. “O modelo ainda não está totalmente definido, mas deverá ser um conteúdo local mais segmentado, para atender melhor às necessidades de públicos que gostam de cultura ou esportes, por exemplo”, diz o diretor da Tarobá.

Em maio, adianta Muffato, a Tarobá vai receber um carro para produções externas com tecnologia digital. “Isso vai nos dar muita agilidade na transmissão de eventos, que poderão ser veiculados ao vivo pela Internet”, diz.

Quando os serviços de vídeo on demand estiverem funcionando, o próximo passo será a transmissão do sinal da emissora para os celulares da Sercomtel, usando o sistema  GPRS (sigla de General Packet Radio Service; em português, Serviços de Rádio de Pacote Gerais). “Os clientes vão receber o sinal da Tarobá e poderão assistir à grade de programação em seus telefones móveis”, salienta João Rezende.

“Nossa intenção é ir além do broadcasting e tornar o conteúdo que produzimos acessível em qualquer hora ou lugar”, finaliza Éverton Muffato.

(Fonte: Sercomtel)

Anterior Argentina cria uma estatal de satélite
Próximos Frente defende TV e Rádio digitais democráticos