Banco24Horas habilita a recarga de celular nos caixas eletrônicos


O Banco24Horas, empresa de soluções financeiras da TecBan, acaba de habilitar em todos os seus caixas eletrônicos o serviço de recarga de celulares pré-pagos das operadoras Vivo, Claro, Oi e TIM. As funções estão disponíveis para os mais de 150 milhões de usuários do Banco24Horas e cerca de 23 mil caixas eletrônicos espalhados pelo Brasil.

PUBLICIDADE

Com a recarga, o Banco24Horas ingressa em um mercado de 116 milhões de celulares pré-pagos (49% do total de usuários), que movimenta cerca de R$ 20 bilhões/ano, segundo levantamento realizado pela área de negócios. O ticket médio de cada transação é de R$ 15,00 e a grande maioria dos consumidores (71%) é das classes C,D e E.

A operação acontece totalmente no meio digital. Basta se dirigir a um caixa do Banco24Horas e clicar no ícone de recarga na tela inicial. Em seguida, é necessário inserir o cartão do respectivo banco, escolher a operadora, digitar o número do telefone e o valor desejado para a recarga. O saldo é disponibilizado instantaneamente.

“O caixa eletrônico é um ponto de conexão entre o físico e o digital. Esta iniciativa se soma a quase outros 100 tipos de transações e serviços que oferecemos aos clientes para que tenham autonomia em suas decisões, além de conveniência e praticidade”, explica Luiz Stefani, diretor de autoatendimento da TecBan.

De acordo com o executivo, este movimento reforça os investimentos em inovação da companhia para que os autoatendimentos contribuam para a convergência entre o meio físico e o digital, facilitando o dia a dia da população, inclusive das classes C, D e E que residem em áreas mais afastadas. “Para os estabelecimentos comerciais, a vantagem desta nova solução será a possibilidade de oferecer ainda mais serviços para a atração e retenção de clientes e para as pessoas significa inclusão e acesso”, finaliza. Em breve, o serviço de recarga também estará disponível para operação com dinheiro em espécie.

Anterior Huawei lança seu sistema operacional IoT Harmony 2.0
Próximos Começa a tramitar na Câmara de São Paulo novo projeto de Lei de Antenas