Bahia mantém rede de atendimento e plataforma de indicadores da COVID


Desde março, a população baiana conta com um serviço gratuito de orientação sobre o novo coronavírus, o Tele Coronavírus, Por meio do número 155, o interessado entra em contato direto com profissionais voluntários da área de saúde, que orienta o cidadão em caso de dúvida sobre a COVID-19. Já na primeira semana do serviço, foram atendidos seis mil baianos.

A iniciativa da Universidade Federal da Bahia (Ufba) e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz/Bahia) tele o apoio imediato do governo do estado. A ferramenta de tele assistência permite auxílio rápido ao cidadão, evitando a circulação de pessoas que não precisam de atendimento em unidades de saúde, neste primeiro momento.

PUBLICIDADE

Pela dinâmica adotada pela plataforma, o cidadão que liga para o número 155 gratuitamente é atendido por um estudante de medicina do quinto ou sexto ano, devidamente capacitado, que escuta a demanda e faz a orientação, de acordo com o protocolo oficial adotado pela Sesab e Ministério da Saúde. Ao receber essa ligação, o estudante alimenta uma plataforma e esse dado é utilizado para os registros na área de saúde para auxiliar na gestão e na assistência à saúde.

O secretário da Administração, Edelvino Góes, afirma que o Tele Coronavírus passa a utilizar toda expertise de atendimento ao público da Rede SAC. O call center 155 tem a participação de 45 funcionários do SAC na linha de frente, recepcionando as ligações dos cidadãos. Os atendentes fazem uma triagem, aplicando um questionário da Sesab/Fiocruz. Na sequência, a ligação é transferida para um dos 1,2 mil estudantes de medicina que participam voluntariamente do projeto.

O know-how da Rede SAC também é utilizado para fazer levantamento estatístico sobre o atendimento com dados como quantidade de ligações, tempo médio de atendimento, tempo médio de espera, demanda de ligações por região, dentre outros. Os dados serão utilizados para elaborar um infográfico que ajudará a pautar as ações, como já é feito no atendimento cotidiano da Rede SAC.

Infovis Bahia

Somente 16 dos 417 municípios da Bahia apresentaram índices de isolamento social acima dos 50%, mínimo recomendado por autoridades sanitárias. A informação faz parte de estudos da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI). O índice, elaborado pela empresa InLoco, provedora oficial dos dados para o Estado, estima o percentual da população que está respeitando as recomendações de isolamento. As informações podem ser encontradas na plataforma online InfoVis Bahia, que contém dados de monitoramento da pandemia do novo Coronavírus (COVID-19).

Além das informações sobre o isolamento social por município, são atualizados diariamente na plataforma, número de pessoas infectadas no âmbito Bahia, Nordeste e Brasil, número de óbitos provenientes da Covid-19, gênero das pessoas infectadas, leitos exclusivos, faixa etária e número de casos confirmados por município baiano, por estados do Nordeste e todo território nacional. A evolução de casos por dia na Bahia dentre outros dados da pandemia, também podem ser acompanhados diariamente no site https://infovis.sei.ba.gov.br/covid19 (Com assessoria de imprensa)

Anterior CGI.br divulga resultado do 1º turno das eleições
Próximos Bolsonaro vai decidir se Huawei participa da 5G no Brasil