AWS abre acesso à tecnologia de transmissão ao vivo do Twitch


A Amazon Web Services (AWS), braço de nuvem da gigante varejista, anunciou hoje, 21, a disponibilidade de ferramenta para que qualquer cliente seu crie aplicativos com capacidade de streaming de vídeo ao vivo. Segundo a empresa, a ferramenta, que poderá ser incorporada por desenvolvedores a aplicativos, usa a mesma tecnologia do Twitch, site de transmissões de vídeo conhecido pela presença de jogadores de videogames.

O serviço foi batizado como Amazon Interactive Video Service (IVS). Com o Amazon IVS SDK e as APIs, clientes também podem criar recursos interativos em suas transmissões ao vivo, como espaços de bate-papo virtual, votos e pesquisas, sessões moderadas de perguntas e respostas e elementos promocionais sincronizados. Não há cobranças adicionais ou compromissos iniciais necessários para usar o Amazon IVS, e os clientes pagam apenas pela entrada de vídeo no Amazon IVS e pela saída de vídeo entregue aos espectadores.

PUBLICIDADE

Segundo a empresa, o serviço oferece latência de apenas 3 segundos, ante concorrentes que levam 20 segundos ou mais. O streaming de vídeo tradicional exige que o vídeo seja produzido em várias resoluções e dividido em segmentos para entrega. Os segmentos múltiplos são então armazenados em um buffer pelo reprodutor de vídeo do espectador, para que a resolução da reprodução possa ser alterada de acordo com a rede e com o dispositivo do usuário, buscando otimizar a qualidade do serviço – o que cria muita latência extra.

Para começar a usar o serviço, o cliente deve enviar os vídeos ao vivo para o IVS usando um software de streaming padrão, como o Open Broadcaster Software (OBS). O IVS recebe o vídeo, depois o codifica e o otimiza automaticamente, disponibilizando-o para entrega ao vivo na infraestrutura global gerenciada pela AWS em questão de segundos, usando a mesma tecnologia de transferência de vídeo que o Twitch usa para seu serviço de transmissão ao vivo.

“Os clientes têm pedido para usar a tecnologia de streaming do Twitch em suas próprias plataformas para uma variedade de casos, como educação, varejo, esportes, fitness e muitas outras categorias”, afirma Martin Hess, gerente-geral para Amazon IVS da AWS. A Amazon comprou a Twitch por US$ 1 bilhão em 2014. (Com assessoria de imprensa)

Anterior MP do teletrabalho perde a validade
Próximos Positivo Tecnologia apoia desenvolvimento e produção de ventiladores pulmonares no Brasil