Operação é resultado de joint-venture entre a distribuidora brasileira Solverde e a fabricante chinesa ZTT.

Vendas em infraestrutura de redes na América Latina, porém, apresentaram redução de 4%.

Por enquanto, recurso está disponível apenas na versão Beta do navegador, mas deverá chegar a outros browser e a celulares no futuro.

Medida é resultado da fusão de operações, aprovada pela Anatel em julho. Infraestrutura no Rio de Janeiro, montada para as Olimpíadas, devem ser concluídas até março.

Segundo presidente da Telefónica Vivo, mercado irá buscar soluções do tipo inevitavelmente.

Programa, disponível para Android e iOS, lista porcentual de chamadas bem-sucedidas por operadora, ERBs por cidade e tecnologia de rede disponível por site.

Plataforma é compatível com serviços de virtualização de funções de diferentes empresas.

Cristiano Amon, presidente da empresa, enxerga adoção acelerada do LTE e prevê tecnologia alcançando velocidades de 1 Gbps até 2020.

Raisecom vai usar canais da Asga, Dominion e Ziva para distribuir produtos importados. No longo prazo, objetivo é fabricar localmente, com PPB.