AGU dá sinal verde para Anatel votar a favor do plano da Oi na Assembleia de credores

Leia Mais

BNDES anuncia duas linhas de financiamento sob medida para ISPs

Leia Mais

A SKY passa a usar a sua malha de distribuição em todo o território brasileiro para a para venda, instalação e suporte técnico presencial do serviço de internet de alta velocidade da Viasat.

Embora a TIM seja a operadora a ficar com o maior número de ativos e clientes da Oi Celular, as partes que serão repassadas para a Vivo e Claro, conforme a divisão proposta pelas compradoras, irá consolidar a posição das duas primeiras colocadas.

O conselho diretor da Anatel decidiu hoje, 10, em reunião extraordinária, rejeitar os recursos da Algar Telecom, Claro, TIM e Vivo e manter integralmente o ato em que estabeleceu as condições para a prorrogação das licenças das faixas de 850 MHz ( bandas A e B)

Por unanimidade, o Conselho Diretor da Anatel decidiu hoje, 10 de dezembro, lançar consulta pública para a destinação de 1.200 MHz – na faixa de 5,925 GHz a 7,125 GHz – para a tecnologia WiFi, conhecida como Wifi 6E, não acatando, assim, o pleito das operadoras de celular e dos fabricantes europeus de destinar apenas 500 MHz desse espectro para essa tecnologia. A consulta pública receberá contribuições do mercado por 45 dias. 

Uma minuta de Decreto em elaboração, com base na Norma 4 do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), para o banimento da fabricante chinesa, alertou as operadoras de celular que estimam que o impacto será de bilhões e que a 5G no país, mesmo que o leilão ocorra, será seriamente afetada.

Segundo o conselheiro Emmanoel Campelo, com essa alteração, os 1.500 municípios que ainda não têm rede de banda larga por fibra, passarão a ser atendidos até 2025

As entidades reivindicam a destinação integral – 1.200 MHz – da faixa de 6GHz para o serviço não licenciado fixo de banda larga, o WiFi. Argumentam que as atuais faixas enfrentam sobrecarga de tráfego e que o WiFi traz consigo o baixo custo de implementação e manutenção, o que pode acelerar a banda larga no país.

A operadora espera assinar até o final deste ano o acordo que prevê a redução de 50% dos juros da dívida de R$ 13,9 bilhões. Mas já aguarda pela aprovação do PL 6229/05, que melhora as condições de pagamento, promovendo corte de dívida de 70% para empresas em recuperação judicial.

Conforme o cronograma divulgado, a conclusão da venda da Oi móvel só deverá ocorrer no último trimestre de 2021. Mas a venda da InfraCo está prevista para o início do próximo ano, com sua conclusão no terceiro trimestre do próximo ano.