POPs de 100 megas atendem Vale, Defesa e Bombeiros. Um deles tem hotspot aberto ao público.

O alerta é do sociólogo e professor Sergio Amadeu, ao analisar o decreto 9637/18, aprovado no final de dezembro de 2018, que amplia os equipamentos e sistemas de inteligência de segurança cibernética cuja compra é dispensada de licitação, e a MP 870, de janeiro deste ano, que amplia as funções da Secretaria de Governo da Presidência da República colocando sob sua tutela as ONGs.

Na WND, operadora que atua no país com rede dedicada à IoT, a meta era encerra 2018 com 200 mil dispositivos conectados. Até o final de junho, serão mais de 1 milhão.

O contrato para prestar serviços multimídia e de acesso à internet aos órgãos do governo de São Paulo da rede Intragov é de R$ 8,169 milhões/mês.

O negócio foi formalizado no final do ano, após longo processo de due dillingence e trâmites burocráticos. Vicente Gomes, ex-CEO, continua no Conselho e como acionista minoritário.

Recuperar a reputação do setor de telecom, lanterninha em imagem junto ao público, só à frente da indústria do tabaco, é prioridade. O cuidado e a transparência dos dados dos clientes, para atender a LGPD, que entra em vigor em meados de 2019, é um dos caminhos a ser trilhado, defende Camilla Tápias, vice-presidente da Assuntos Corporativos da Telefônica Vivo.

A operadora defende que a Anatel adote o mesmo critério que usou no seu TAC e dê publicidade às cidades que serão beneficiadas

Christian Gebara

Para 2019, prioridades são investimento em infraestrutura celular e fixa (FFTH), digitalização e melhoria no atendimento ao cliente

Photo: Robson Regato

A companhia espanhola criou uma nova diretoria geral global, encarregada de melhorar a percepção dos clientes e da sociedade sobre a relevância de seu trabalho.

Para Basílio Perez, renovação automática de outorgas prevista no PLC 79 vai reforçar monopólio e impede expansão dos provedores regionais